Rexona-Sesc vence Dinamo Moscou e está na semifinal

classificado

12 de maio de 2017

Juciely marcou 17 pontos na vitória do Rexona-Sesc

(Divulgação/FIVB)

O Rexona-Sesc (RJ) está na semifinal do Mundial feminino de clubes. Nesta quinta-feira (11.05), a equipe do treinador Bernardinho levou a melhor sobre o Dinamo Moscou, da Rússia, em um equilibrado confronto, por 3 sets a 1 (25/23, 23/25, 25/23 e 25/23), em 2h05 de jogo, em Kobe, no Japão. A equipe carioca terminou a fase de classificação com dois resultados positivos e um negativo. Outra equipe brasileira na competição, o Vôlei Nestlé (SP) foi superado pelo Volero Zurich, da Suíça, por 3 sets a 0 (27/25, 25/22 e 25/18). 

O time do Rio de Janeiro se classificou em segundo lugar no grupo A e enfrentará o Volero Zurich (1º do grupo B), da Suíça, na semifinal. A partida será disputada às 3h40 deste sábado (13.05) com transmissão ao vivo do SporTV 2. A outra semifinal reunirá o Vafkbank (1º do grupo A), da Turquia, e adversário definido após o encerramento da terceira rodada. 

Na vitória do Rexona-Sesc brilhou a estrela da ponteira Drussyla – maior pontuadora do confronto, ao lado da russa Goncharova, com 22 acertos. Quem também teve boa atuação foi a central Juciely que colaborou com 17 pontos. 

A ponteira Gabi, do Rexona-Sesc, destacou a disciplina tática e o conjunto das cariocas na vitória sobre as russas. 

“Acho que o time jogou de maneira inteligente contra elas, sem arriscar muito. Apesar disso cometemos alguns erros que dificultaram ainda mais a partida, principalmente no segundo set e no final do quarto, mas deu tudo certo. Conseguimos colocar elas em dificuldade, com velocidade e um bom saque. Elas sentiram. Mais uma vez nosso conjunto se destacou, mas também teve a Dru, sempre muito consciente na virada de bola, e a Carol, com um ótimo saque”, analisou Gabi. 

Vôlei Nestlé não resiste ao Volero Zurich 

O Vôlei Nestlé foi superado pelo Volero Zurich, da Suíça, por 3 sets a 0 (27/25, 25/22 e 25/18), em Kobe, no Japão, pela última rodada da fase de classificação do Mundial feminino de clubes. Apesar do resultado negativo, o time de Osasco teve a maior pontuadora do confronto, a ponteira Tandara, com 14 acertos. Pelo lado do time europeu, a atacante Rykhliuk foi um dos destaques, com 12 acertos. 

Campeões do Mundial feminino de clubes: 

1991: Sadia (Brasil)
1992: Messagero Ravenna (Itália)
1994: Leite Moça (Brasil)
2010: Fenerbahce (Turquia)
2011: Rabita Baku (Azerbaijão)
2012: Sollys/Nestlé (Brasil)
2013: VakifBank (Turquia)
2014: Dínamo Kazan (Rússia)
2015: Eczacibasi Vitra (Turquia)
2016: Eczacibasi Vitra (Turquia)

Tabela Mundial feminino de clubes: 

No Mundial feminino de clubes, as equipes se enfrentam dentro dos seus respectivos grupos e as duas melhores classificadas em cada chave passam para as semifinais. 

Grupo A
VakifBank (Turquia)
Dínamo Moscou (Rússia)
Rexona-Sesc (Brasil)
Hisamitsu Springs (Japão)

Grupo B
Vôlei Nestlé (Brasil)
Nec Red Rockets (Japão) 
Eczacibasi Istanbul (Turquia)
Volero Zurich (Suíça)

Tabela do Mundial de Clubes

Primeira fase – Grupo A: 
09/05 – 7h – Rexona-Sesc 3 x 1 Hisamitsu Springs (Japão) (25/16, 20/25, 25/16 e 25/21)
10/05 – 0h45 – Rexona-Sesc 1 x 3 Vakifbank (Turquia) (17/25, 15/25, 25/20 e 15/25) 
11/05 – 21h30 – Rexona-Sesc 3 x 1 Dínamo Moscou (Rússia) (25/23, 23/25, 25/23 e 25/23) 

Primeira fase – Grupo B:

09/05 – 3h30 – Vôlei Nestlé 3 x 0 Nec Red Rockets (Japão) (25/11, 25/17 e 25/19) 
09/05 – 22h – Vôlei Nestlé 1 x 3 Eczacibasi Istanbul (Turquia) (21/25, 25/20, 16/25 e 13/25)
12/05 – 0h – Vôlei Nestlé 0 x 3 Volero Zurich (Suíça) (25/27, 22/25 e 18/25)

Semifinais:

13/05 – 3h40 – VakfBank (Turquia) x 2º do Grupo B
13/05 – 7h10 – Volero Zurich (Suiça) x Rexona-Sesc (RJ)

Finais:
14/05 – 2h30 – Disputa pelo terceiro lugar
14/05 – 7h – Disputa pelo título

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro