Ouro para Ricardo/Vinícius e Tainá/Victoria em dia de pódio todo brasileiro

etapa de Camaçari

21 de abril de 2019

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 21.04.2019

A festa foi completa e ouro, prata e bronze já eram garantidos para o Brasil. Na manhã deste domingo (21.04), só foram definidas as posições na ordem do pódio da quinta etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019, em Camaçari (BA). E os times que subiram ao lugar mais alto na parada baiana foram Ricardo/Vinícius (BA/ES) e Tainá/Victoria (SE/MS), fazendo o país seguir na liderança isolada do ranking geral nos dois naipes.

Na final masculina, Ricardo e Vinícius (BA/ES) superaram Jô e Léo Vieira (PB/DF) de virada, por 2 sets a 1 (18/21, 21/17 e 15/13). A campanha do capixaba e do campeão olímpico, que recentemente também se sagrou heptacampeão brasileiro, teve cinco vitórias e só uma derrota na fase de grupos, com Ricardo sendo campeão no seu estado. Vinícius comentou a alegria pela medalha de ouro e a experiência de atuar com Ricardo.

“Foi uma etapa maravilhosa, nos receberam muito bem em Camaçari, a cidade transmitiu uma energia incrível. A torcida ajudou muito, a família do Ricardo estava aqui, nos deram força. Estou muito feliz com esse resultado, poder jogar ao lado de um ídolo como Ricardo. Foi um grande parceiro, aprendi demais, já o admirava, e agora essa admiração aumentou muito. É um atleta fantástico e um ser humano incrível”, disse Vinícius, que completou.

“As duplas do Brasil foram muito bem em geral, representaram o país muito bem. Nós conseguimos jogar bem contra os times de fora, tanto que nenhum conseguiu avançar às quartas de final no masculino. Um pódio todo brasileiro é espetacular para a torcida e mostra a força do nosso voleibol de praia”, encerrou o capixaba.

Na disputa de bronze, Matheus Maia e Vinícius Cardoso (RJ) superaram os irmãos Rafael/Renato (PB) por 2 sets a 1 (21/14, 21/23 e 17/15), completando o pódio. O ouro deixa o Brasil isolado na liderança do ranking geral, com 900 pontos. O Chile aparece em segundo lugar no ranking geral, com 800 pontos.

Já na decisão feminina, Tainá e Victoria (SE/MS) venceram Andressa e Diana (PB/RJ) por 2 sets a 0 (21/12, 21/17). É o segundo ouro da dupla na temporada 2019 do Circuito Sul-Americano. Victoria comemorou o bom desempenho e o pódio totalmente brasileiro.

“Estou feliz demais por conquistar mais esse ouro, a gente sabia que esses dois jogos de hoje, da semifinal e final, seriam muito difíceis. O nosso time conseguiu superar todas as dificuldades, a temperatura estava alta, mas deu tudo certo. Os times se conhecem bem, se enfrentam com frequência. Fico feliz. E mais legal foi que que as três duplas do pódio foram brasileiras, a festa foi completa”, disse Victoria.

A medalha de bronze em Camaçari ficou com Carolina Horta e Ângela (CE/DF), que superaram Juliana Simões e Aline Lebioda (PR/SC) por 2 sets a 1 (19/21, 21/18, 12/15). O Brasil lidera com tranquilidade o ranking do naipe feminino, tendo vencido as cinco etapas, com 1.000 pontos. A Argentina aparece em segundo, com 760 pontos.

Antes, nas semifinais do torneio masculino, Ricardo/Vinícius eliminaram Maia/Vinícius Cardoso por 2 sets a 0 (24/22, 21/16), enquanto Jô/Léo Vieira superou Rafael/Renato por 2 sets a 0 (25/23, 21/13). No feminino, Tainá/Victoria eliminou Carol Horta/Ângela por 2 a 0 (31/29, 21/16), e Andressa/Diana superou Juliana Simões/Aline por 2 a 1 (21/23, 21/19, 15/9).

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Nesta etapa, por exemplo, apesar de ter ficado com ouro, prata e bronze, o Brasil soma apenas 200 pontos da primeira posição. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral.

O Circuito Sul-Americano conta com cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, com formato diferente, maior pontuação e premiação, um para o masculino e outro para o feminino. Além de São Francisco do Sul (SC), Coquimbo (Chile), Lima (Peru), Brasília (DF) e agora Camaçari (Bahia), os torneios ‘Finals’ serão em Resistência (Argentina), para o naipe feminino, e Brasil, em cidade que será definida, no masculino.

BRASIL NO CIRCUITO SUL-AMERICANO 2019

1ª Etapa – São Francisco do Sul (Brasil)
Josi/Neide (SC/AL) – ouro
Thiago/George (SC/PB) – bronze

2ª Etapa – Coquimbo (Chile)
Tainá/Victoria (SE/MS) – ouro
Carol Horta/Ângela (CE/DF) – prata
Jô/Léo Vieira (PB/DF) – bronze

3ª Etapa – Lima (Peru)
Josi/Neide (SC/AL) – ouro
Eduardo Davi/Adrielson (PR) – prata

4ª Etapa – Brasília (DF)
Carolina Horta/Ângela (CE/DF) – ouro
Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) – ouro
Tainá/Victoria (SE/MS) – prata

5ª Etapa – Camaçari (BA)
Tainá/Victoria (SE/MS) – ouro
Ricardo/Vinícius (BA/ES) – ouro
Andressa/Diana (PB/RJ) – prata
Jô/Léo Vieira (PB/DF) – prata
Carolina Horta/Ângela (CE/DF) – bronze
Matheus Maia/Vinicius Cardoso -bronze

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro