Novas duplas avançam e qualificatório define últimas vagas em Jaboatão

primeiro passo

18 de junho de 2016

Pernambuco sedia de hoje (17.06) a domingo (19.06) a segunda etapa da temporada 2016 do Circuito Banco do Brasil Challenger na orla de Candeias. Nesta sexta-feira houve a disputa de 28 jogos no masculino, com 32 duplas em busca de quatro vagas em cada naipe para a fase de grupos que inicia neste sábado (18.06). O torneio tem entrada franca.

Os quatro times masculinos que garantiram a presença no torneio através da disputa do qualificatório foram: Leonardo Gomes e Ferramenta (RJ), Bernat e Allison (RJ/SC), Fábio Guerra/Jonas (RJ) e Carlos Luciano/Álvaro Andrade (RJ/SE).

No feminino foram 22 partidas com 26 duplas disputando as últimas quatro vagas. Levaram a melhor as duplas: Aline/Fabrine (SC/BA), Aline/Solange (BA/DF), Bruna/Thati (PB/PB) e Rafaela/Paula Hoffman (PA/RJ).

A dupla Fabrine e Aline, que era a primeira do ranking do qualificatório, participou de dois jogos nesta sexta-feira, vencendo as duas partidas. ‘O primeiro jogo foi bom, tranquilo, e o segundo mais disputado. Cumprimos nosso primeiro objetivo que era nos classificarmos ao torneio. Agora vamos descansar e buscar o melhor amanhã’, disse Fabrine.

A dupla paraibana Bruna e Thati também venceu as partidas e se classificou para o torneio principal. ‘Já jogamos inúmeras vezes em Pernambuco e é como se estivéssemos em casa. No Nordeste, somos todos conterrâneos. Temos muitos amigos aqui nos acompanhando. Toda fase classificatória é sempre tensa, mas mantivemos a calma’, afirma Bruna.

O Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia é também uma ótima oportunidade para conferir a formação de novas duplas como Bernat e Allison Francioni (RJ/SC). Os dois passaram duas semanas treinando juntos. ‘A primeira partida contra Renato e Rafa (PB/PR) foi para quebrar o gelo, nos soltarmos. O segundo jogo já fluiu melhor e estamos crescendo a cada set’, comenta Allison.

Outra dupla estreante e que começou bem foi Leonardo Gomes e Ferramenta (RJ/RJ). Os dois levaram a melhor contra o campeão mundial Sub-21 Arthur Lanci e Daniel Lazzari. ‘Foi um time forte e que se completa bem, mas conseguimos. Também precisamos de muita calma e paciência para reverter o início do jogo contra Luccas e Vitor Micael’, afirma Leonardo Gomes.

O jogador está muito feliz e confiante neste torneio em Pernambuco. ‘Já jogamos várias vezes aqui no Estado, sempre com bons resultados, chegando à semifinal. Este final de semana está calor, tempo firme e bom para assistir o vôlei de praia’.

Leonardo também se diz muito feliz em estar na companhia do parceiro ferramenta. ‘Comecei a jogar com o irmão dele, mas sempre o admirei muito. É uma família muito presente no voleibol brasileiro’, completa.

O Challenger na temporada 2016 estreia um formato com a participação de 16 times em cada naipe ao contrário de 12 duplas das temporadas passadas. As melhores dez duplas do ranking de entradas e duas convidadas (wild card) entram direto na fase de grupos.

Os 16 times finais são divididos em quatro grupos de quatro equipes e duelam pela primeira fase, no segundo dia de competições (sábado). Os primeiros colocados de cada grupo avançam direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros de cada chave disputam a repescagem, também no segundo dia. O terceiro e último dia (domingo) tem a disputa das semifinais, bronze e finais de ambos os naipes.

O Challenger é composto por quatro etapas. Além de João Pessoa (PB) e Jaboatão dos Guararapes (PE), o torneio terá paradas em Aracaju (SE) e Cabo Frio (RJ). O time vencedor de cada etapa soma 400 pontos no ranking, além de receber uma premiação de R$ 13 mil. Ao final dos quatro paradas, as duplas masculina e feminina que somam mais pontos são eleitas as campeãs gerais da temporada.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro