Seleção masculina supera a Sérvia por 3 sets a 0 pela Liga das Nações

23 DE JUNHO

Seleção masculina supera a Sérvia por 3 sets a 0 pela Liga das Nações
Brasil conquista terceira vitória na Liga das Nações (Créditos: Divulgação/VolleyballWorld)

De Sofia (BUL) – 23.06.2022 

DECLARAÇÃO EM VÍDEO DE LUCARELLI

Atual campeão da Liga das Nações, o Brasil deu mais um passo na busca pelo bicampeonato. Com Lucarelli e Leal recuperados e começando como titulares, a equipe do técnico Renan não teve grandes dificuldades para superar a Sérvia por 3 sets a 0 (25/18, 26/24 e 25/17), nesta quinta-feira (23.06), em Sofia (BUL), pela segunda etapa da competição. O saque e o bloqueio foram importantes armas na partida: foram 8 e 7 pontos, respectivamente. O Brasil volta à quadra nesta sexta-feira (24.06), para enfrentar o Irã, às 10h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo do sportv 2. 

O ponteiro Lucarelli, maior pontuador da partida, com 14 acertos (10 de ataque, dois de bloqueio e dois de saque), voltou a disputar um jogo completo após duas semanas se recuperando de uma lesão na coxa esquerda. Seu companheiro de posição Leal fez 11 (oito de ataque, dois de bloqueio e um de saque) – ele estreou na temporada na partida de terça-feira contra a Polônia, após dois meses e meio cuidando de uma lesão no joelho direito. 

Lucarelli, ponteiro, 14 pontos (10 de ataque, dois de bloqueio e dois de saque): “Foi uma vitória muito importante, mesmo com algumas oscilações, principalmente no segundo set. O resultado foi muito bom, nos dá ainda mais confiança. Foi importante para ganhar mais ritmo, assim como para o Leal. Estamos nesta construção. Fico muito feliz com esta vitória”.  

Bruninho, levantador e capitão do Brasil, dois pontos de saque: “Liga das Nações é uma competição muito dinâmica, e os times trocam muito as formações entre uma partida e outra. Portanto, temos que nos adaptar rápido e focar muito no nosso jogo. Hoje o nosso sistema defensivo funcionou bem no primeiro e no terceiro set. No segundo, pecamos um pouco pelo nervosismo, mas mantivemos o controle para vencer. O resultado foi muito importante, assim como a evolução do time”.  

Alan, oposto, 13 pontos (10 de ataque e três de saque): “Entramos com uma energia boa, vibrando. Não era um jogo fácil e precisávamos da vitória. Entramos em quadra com a cabeça boa, evoluímos no saque, nossa tática de bloqueio funcionou muito bem, rodamos a bola com mais fluidez. Ainda não é o melhor que podemos fazer, mas estamos no caminho certo para alcançar isso”. 

Renan Dal Zotto, técnico do Brasil: “O time apresentou uma evolução, e sabíamos que precisávamos fazer bem o nosso. Boas coisas surgiram, mas ainda temos um caminho longo. Este foi nosso primeiro jogo com o time estruturado do início ao fim, com todos os que estavam do lado de fora entrando e dando a sua contribuição. Temos que ter paciência, mas com a consciência que todo jogo é uma final. Contra o Irã não será diferente, é uma seleção que joga em alto nível e sempre faz partidas complicadas contra o Brasil” 

Para a segunda etapa da Liga das Nações, o técnico Renan selecionou os opostos Alan e Darlan; os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os centrais Isac, Lucão, Flávio e Leandro Aracaju; os ponteiros Lucarelli, Rodriguinho, Leal e Adriano; e os líberos Thales e Maique.  

A Liga das Nações reúne as 16 melhores seleções de voleibol do planeta. Em 2022, a competição será realizada em duas fases. A primeira tem três etapas. Em cada uma, os times são divididos em dois grupos e cada um joga quatro vezes. Os grupos e os confrontos de cada semana são definidos por sorteio. Os oito melhores desta fase avançam para a fase final, que acontece de 20 a 23 de julho, em Bolonha (Itália). O Brasil é o atual campeão e busca o bicampeonato. 

ESTATÍSTICAS 

GALERIA DE FOTOS 

Liga das Nações 

Primeira etapa: 

Brasília – Brasil 

08/06 – Brasil 3 x 0 Austrália (25/14, 25/18 e 25/21)
09/06 – Brasil 3 x 1 Eslovênia (25/21, 21/25, 25/20 e 25/16)
11/06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (25/21, 25/27, 20/25 e 20/25)
12/06 – Brasil 0 x 3 China (23/25, 30/32 e 23/25) 

Segunda etapa 

Sofia – Bulgária 

22/06 – Brasil 1 x 3 Polônia (16/25, 25/22, 16/25 e 22/25)
23/06 – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/18, 26/24 e 25/17)
24/06 – Brasil x Irã, às 10h30
26/06 – Brasil x Bulgária, às 14h 

Terceira etapa: 

Osaka – Japão 

06/07 – Brasil x Alemanha, às 3h40
07/07 – Brasil x Canadá, às 6h
08/07 – Brasil x França, às 3h40
10/07 – Brasil x Japão, às 7h10 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro 


Aplicativo CBV.
Baixe agora!

Baixe agora o Aplicativo Vôlei Brasil, faça seu cadastro e receba todas as novidades das competições, alertas dos seus jogos favoritos, além de assistir a vídeos ao vivo.

Baixe na Apple Store Baixe na Google Play
Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais