Seleção masculina perde para a Polônia e encara a Sérvia pela segunda etapa da Liga das Nações

22 DE JUNHO

Seleção masculina perde para a Polônia e encara a Sérvia pela segunda etapa da Liga das Nações
Alan marcou 19 pontos na partida (Créditos: Divulgação/VolleyballWorld)

Declaração do oposto Alan em vídeo

Em seu primeiro jogo pela segunda etapa da Liga das Nações, disputada em Sofia (BUL), a seleção brasileira masculina foi superada pela Polônia por 3 sets a 1 (16/25, 25/22, 16/25 e 22/25). O oposto Alan foi o maior pontuador do jogo, com 19 pontos, todos em ataques. Nesta quinta-feira (23.06), a equipe do técnico Renan Dal Zotto encara a Sérvia, às 10h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo do sportv 2. 

Alan, oposto, maior pontuador da partida, com 19 pontos: “Nosso jogo não entrou e o adversário sacou muito bem. Mas deu para sentir que nosso time tem o poder de buscar o jogo. Tenho certeza que vamos evoluir muito, ainda temos muito campeonato pela frente”. 

Lucarelli, ponteiro, retornou ao time após lesão na coxa esquerda: “É sempre bom voltar a entrar em quadra depois de um tempo me recuperando da lesão. Estou ainda pegando o ritmo, e um jogo neste nível exige muita intensidade. Fico feliz de ter voltado, mas infelizmente não conseguimos o resultado positivo, apesar da boa recuperação no final do quarto set, com uma expectativa de levar o jogo para o tie-break. A Polônia é um time dos mais regulares e está jogando um grande voleibol. Temos alguns pontos a melhorar e vamos seguir em frente de cabeça erguida”. 

Leal, ponteiro, primeira partida com a seleção masculina na temporada, marcou 10 pontos no jogo : “Não tínhamos dúvida de que seria um jogo muito difícil. Os poloneses foram muito agressivos no saque e tivemos dificuldades com isso. Terminamos o jogo com uma rotação mais alta, o que é um fator positivo”. 

Renan Dal Zotto, técnico do Brasil: “Tivemos o retorno do Leal e do Lucarelli, que estavam sem jogar e neste jogo puderam colaborar. Com mais jogos, vão pegar mais ritmo. A Polônia impôs muita dificuldade no saque, e nós tivemos dificuldades no passe. Conseguimos jogar com mais fluidez no segundo set e no final do quarto set, que acabou sendo um pouco tarde. Agora, temos que pensar na Sérvia” 

Para a segunda etapa da Liga das Nações o técnico Renan selecionou os opostos Alan e Darlan; os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os centrais Isac, Lucão, Flávio e Leandro Aracaju; os ponteiros Lucarelli, Rodriguinho, Leal e Adriano; e os líberos Thales e Maique.  

A Liga das Nações reúne as 16 melhores seleções de voleibol do planeta. Em 2022, a competição será realizada em duas fases. A primeira tem três etapas. Em cada uma, os times são divididos em dois grupos e cada um joga quatro vezes. Os grupos e os confrontos de cada semana são definidos por sorteio. Os oito melhores desta fase avançam para a fase final, que acontece de 20 a 23 de julho, em Bolonha (Itália).   

ESTATÍSTICAS 

GALERIA DE FOTOS 

Liga das Nações 

Primeira etapa: 

Brasília – Brasil 

08/06 – Brasil 3 x 0 Austrália (25/14, 25/18 e 25/21)

09/06 – Brasil 3 x 1 Eslovênia (25/21, 21/25, 25/20 e 25/16)

11/06 – Brasil 1 x 3 Estados Unidos (25/21, 25/27, 20/25 e 20/25)
12/06 – Brasil 0 x 3 China (23/25, 30/32 e 23/25) 

Segunda etapa 

Sofia – Bulgária 

22/06 – Brasil 1 x 3 Polônia (16/25, 25/22, 16/25 e 22/25)

23/06 – Brasil x Sérvia, às 10h30

24/06 – Brasil x Irã, às 10h30
26/06 – Brasil x Bulgária, às 14h 

Terceira etapa: 

Osaka – Japão 

06/07 – Brasil x Alemanha, às 3h40

07/07 – Brasil x Canadá, às 6h

08/07 – Brasil x França, às 3h40

10/07 – Brasil x Japão, às 7h10 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro 


Aplicativo CBV.
Baixe agora!

Baixe agora o Aplicativo Vôlei Brasil, faça seu cadastro e receba todas as novidades das competições, alertas dos seus jogos favoritos, além de assistir a vídeos ao vivo.

Baixe na Apple Store Baixe na Google Play
Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais