Quatro duplas brasileiras vão às quartas de final em Cancún

19 DE ABRIL

Quatro duplas brasileiras vão às quartas de final em Cancún
Felicidade de Ana Patricia e Rebecca no jogo contra Cuba (Créditos: Divulgação/FIVB)

Quatro duplas brasileiras seguem na disputa da primeira das três etapas consecutivas do Circuito Mundial de vôlei de praia em Cancún, no México. Neste domingo (18.04), Ágatha/Duda (PR/SE), Taiana/Talita (CE/AL), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Guto/Arthur Mariano (RJ/MS) avançaram para as quartas de final do torneio quatro estrelas disputado na beira do mar caribenho, que acontecem nesta segunda-feira (19.04).

canal de YouTube Beach Volleyball World, da FIVB, transmite todas as partidas ao vivo, e, a partir das semifinais, que começam às 20h desta segunda-feira, o SporTV 3 também irá passar os jogos.

No torneio feminino, Ana Patricia e Rebecca tiveram mais trabalho para chegar às quartas de final. A dupla olímpica precisou disputar a repescagem no fim da tarde, e venceu Wojtasik/Kociolek (POL) por 2 sets a 1 (21/19, 16/21 e 15/6). Nas oitavas de final, nova vitória no tie-break, contra Leila/Maylen (CUB): 21/18, 19/21 e 15/10.

“Que dia longo e difícil. Dois jogos muito duros. Estão todas cansadas, buscando se adaptar às condições aqui da etapa, jogos em sequência, mas agora o que importa é que vencemos. Não conseguimos impor o nosso melhor ritmo, mas nos momentos decisivos tivemos clareza para tomar as melhores decisões e conseguir a vitória. Amanhã, sabemos que também vai ser dureza, são dois times que se conhecem, sabem dos pontos fortes e fracos, então vai ser preciso muita concentração. Esquecer o que passou e buscar jogar melhor amanhã, sacando bem e tentando impor o que for traçado taticamente”, analisou Rebecca.

Nas quartas de final, Ana Patricia e Rebecca terão um confronto brasileiro pela frente. As adversárias serão Talita e Taiana, que também precisaram de três sets para derrotar Arvaniti/Karagkouni (GRE), parciais de 21/14, 15/21 e 15/12. O duelo verde-amarelo será às 14h (de Brasília) desta segunda-feira.

“Estamos muito felizes. Esse jogo foi difícil, mas tivemos paciência com o bom momento do outro time. Aqui está ventando muito, então é fundamental ter paciência. Jogamos juntas, sempre falando e ajustando, pois tivemos pouco tempo para treinar”, destacou Talita.

Às 13h desta segunda-feira, outra dupla olímpica brasileira também entra em quadra pelas quartas de final. Ágatha e Duda precisaram jogar menos de 30 minutos neste domingo para avançar na competição.  No único jogo delas no dia, as campeãs do Circuito Brasileiro venceram Lidy/Sanchez (CUB) por 2 a 0 (21/13 e 21/10). As adversárias na próxima fase serão Makroguzova/Kholomina (RUS).

Vindos do country quota, Guto e Arthur Mariano seguem vivos

No torneio masculino, Guto e Arthur Mariano seguiram acumulando vitórias em Cancún e também garantiram uma vaga nas quartas de final. Pela manhã, eles viraram o jogo contra Dalhausser/Lucena (EUA), parciais de 16/21, 21/19 e 15/8, para avançarem no primeiro lugar do Grupo E. O resultado os levou diretamente às oitavas de final, em que eles venceram Gibb/Taylor Crabb (EUA) por 2 sets a 0 (22/20 e 21/9). Nesta segunda-feira, os brasileiros enfrentam Anders Mol/Christian Sorum (NOR) às 15h (de Brasília), valendo um lugar na semifinal.

“Nós entramos no torneio principal com três jogos nas costas, antes do que todo mundo. Cada jogo, cada set e cada ponto é muito importante. A gente tem essa consciência. Ter ganho o primeiro jogo hoje e ter saído em primeiro do grupo foi importantíssimo na nossa caminhada e para as três semanas que vem pela frente. Esse vento e esse calor, está todo mundo sentindo, não tem ninguém que esteja inteiro. Passo a passo a gente está sempre conseguindo focar no próximo jogo”, afirmou Guto.

As outras três duplas brasileiras na disputa masculina acabaram se despedindo na repescagem. Alison e Álvaro Filho (ES/PB) até venceram o primeiro jogo do dia, 2 a 1 (21/17, 19/21 e 15/9) contra Yannick Harms/Julius Thole (ALE), mas depois foram derrotados por Dalhausser/Lucena (EUA) no tie-break (12/21, 21/16/21 e 15/7).

Bruno Schmidt e Evandro (DF/RJ) sofreram derrotas para Bourne/Trevor Crabb (EUA) – 2 sets a 1, parciais de 16/21, 21/16 e 15/11 – e para Ehlers/Fluggen (ALE) (21/19 e 21/14)

André e George (ES/PB) perderam por 2 sets a 0 (21/12 e 23/21) de Krasilnikov/Stoyanovskiy (RUS), e, na repescagem, para Samoilovs/Smedins (LET) também por 2 a 0 (23/21 e 21/13)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Aplicativo CBV.
Baixe agora!

Baixe agora o Aplicativo Vôlei Brasil, faça seu cadastro e receba todas as novidades das competições, alertas dos seus jogos favoritos, além de assistir a vídeos ao vivo.

Baixe na Apple Store Baixe na Google Play
Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais