Brasil começa bem em Cancún, e Ágatha/Duda e Taiana/Talita já estão nas oitavas

18 DE ABRIL

Brasil começa bem em Cancún, e Ágatha/Duda e Taiana/Talita já estão nas oitavas
Apesar das dificuldades, Ágatha acha que dupla está achando forma de jogar (Créditos: Divulgação/FIVB)

O Brasil teve um bom início na chave principal da primeira das três etapas consecutivas do Circuito Mundial de vôlei de praia em Cancún, no México. Com duas rodadas do torneio feminino e uma rodada da competição masculina disputadas neste sábado (17.04) no hub mexicano, como está sendo chamado o conjunto dos três torneios, as duplas brasileiras venceram oito das 12 partidas disputadas, e duas parcerias já garantiram vaga nas oitavas de final: Ágatha/Duda (PR/SE) e Taiana/Talita (CE/AL).

Ágatha e Duda começaram o dia derrotando as compatriotas Tainá e Victoria (SE/MS) por 2 sets a 0 (21/13 e 21/11), pelo Grupo C. A segunda vitória veio contra as americanas Brooke Sweat e Kerri Walsh Jennings, em novo 2 a 0 (21/12 e 21/19), o que garantiu a vaga automática para as oitavas de final.

"Muito vento, areia fofa, mas estamos encontrando uma forma de jogar legal por aqui. Agora esperamos o cruzamento de amanhã para sabermos nossas adversárias nas oitavas", disse Ágatha.

Taiana e Talita avançaram diretamente para as oitavas no Grupo H com vitórias sobre Ishii/Murakami (JAP) – 2 sets a 0 (21/9 e 21/10) – e Soria/Carro (ESP) – 2 sets a 0 (21/11 e 21/16).

Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) se recuperaram da derrota no primeiro jogo do dia no Grupo G e seguem vivas na competição. Após perderem por 2 a 0 (21/15 e 23/21) para Behrens/Ittlinger, da Alemanha, as brasileiras venceram Kubickova/Kvapilova (TCH) também por 2 sets a 0 (21/19 e 21/11) e vão disputar a repescagem contra Wojtasik/Kociolek (POL), às 17h (de Brasília).

Depois da derrota para Ágatha/Duda, Tainá e Victoria perderam em jogo muito apertado contra Plesiutschnig/Schutzenhofer (AUT) – 23/21 e 23/21 – e foram eliminadas.

Bruno Schmidt retorna com vitória

No torneio masculino, as duplas brasileiras venceram três dos quatro jogos disputados. De volta às quadras após se recuperar de uma internação por conta da COVID-19, Bruno Schmidt (DF) retornou com vitória. Pelo Grupo F, ele e Evandro (RJ) derrotaram Berntsen/Hendrik Mol (NOR) por 2 sets a 0 (21/16 e 21/17) e enfrentam Bourne/Crabb (EUA) neste domingo, às 12h (de Brasília).

“Muito bom voltar a jogar, feliz de voltar a competir. E mais ainda de estar ao lado do Bruno, ele voltar a jogar depois do que ele passou. Feliz de ver gradativamente a evolução dele. Sempre bom jogar ao lado do Brunho, ter o Bruno dentro de quadra, tê-lo fazendo o que ele sabe de melhor. Demos um primeiro passo curtinho, que foi o pontapé inicial com essa vitória. Foi muito importante para o nosso time, em uma competição que está muito difícil, com uma ventania muito forte. Aquele que tiver mais capricho, mais paciência, é o que vai fazer a diferença nos jogos. Agora é um passo de cada vez para a gente seguir adiante no torneio”, afirmou Evandro sobre o retorno de seu parceiro.

Pelo Grupo C, André/George (ES/PB) venceram os canadenses Saxton e O’Gorman por 2 sets a 0 (21/14 e 21/18) e enfrentam Krasilnikov/Stoyanovskiy (RUS) na segunda rodada, neste domingo, às 11h (de Brasília).

Depois de passarem pelo country quota e pelo qualifying, Guto e Arthur Mariano (RJ/MS) venceram mais uma partida. Pelo Grupo E, eles viraram o jogo contra Ehlers/Fluggen (ALE) e ganharam por 2 a 1 (14/21, 12/15 e 17/15). Os próximos adversário deles serão os americanos Dalhausser e Lucena, às 12h (de Brasília) deste domingo.

No Grupo B, Alison e Álvaro Filho (ES/PB) saíram na frente, mas levaram a virada dos americanos Schalk e Brunner (17/21, 21/18 e 15/13). Neste domingo, às 13h (de Brasília), eles precisam vencer Yannick Harms/Julius Thole (ALE) para seguirem na competição.

hub mexicano acontece em formato de bolha no Gran Oasis Hotel Cancun, e contará com as principais duplas da modalidade. Esta também será a primeira vez na história do Circuito Mundial que um país receberá três eventos consecutivos da mesma categoria, envolvendo os dois naipes, e no mesmo local.

Os três torneios distribuirão aproximadamente 900 mil dólares (o equivalente a 5,1 milhões de reais) juntos. As duplas vencedoras somarão 800 pontos no ranking mundial. Na sequência da disputa, o segundo evento do hub mexicano será entre 22 e 26 de abril. Para fechar, o terceiro torneio acontece de 28 de abril até 02 de maio.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Aplicativo CBV.
Baixe agora!

Baixe agora o Aplicativo Vôlei Brasil, faça seu cadastro e receba todas as novidades das competições, alertas dos seus jogos favoritos, além de assistir a vídeos ao vivo.

Baixe na Apple Store Baixe na Google Play
Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais