A CBV lamenta o falecimento de Karina Lins e Silva, campeã do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 1994.

CBV lamenta falecimento de Jean Luc Rosat (Suíço)

02 DE ABRIL

CBV lamenta falecimento de Jean Luc Rosat (Suíço)
Suíço em almoço comemorativo realizado pela CBV em 2018 (Créditos: Divulgação/CBV)

O voleibol brasileiro está de luto. A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) lamenta o falecimento de Jean Luc Rosat, o Suíço, ex-jogador da seleção brasileira. Suíço faleceu nesta sexta-feira (02.04), vítima de COVID-19 e deixou a comunidade do vôlei consternada.

O presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeiras, o Toroca, se manifestou, lamentando o falecimento do ex-jogador da seleção brasileira.

“Hoje é um dia realmente triste para a nossa modalidade. Suíço foi um jogador incrível e que encantava pelo jeito de jogar. Além disso, era uma pessoa querida por todos. Fica aqui nossos sentimentos a todos que tiveram o privilégio de conviver com ele”, disse Toroca.

O vice-presidente, Radamés Lattari, também comentou. “Hoje o esporte brasileiro, em especial o voleibol, perdeu um grande craque, talentoso e habilidoso Jean Luc Rosar, o Suíço. Um grande nas quadras, um gigante fora delas. Quem o conhecia se encantava. Desejamos conforto a sua família”, declarou Radamés.

O técnico da seleção brasileira masculina, Renan, fez questão de elogiar o ex-atleta e lamentou o ocorrido.

“Ele era um dos caras da geração anterior a nossa, que nos ajudou muito no crescimento. Uma pessoa maravilhosa, tecnicamente era um grande jogador. Contribui demais não só como atleta, mas como pessoa. Sempre ajudou muito os mais novos e certamente já deixa muita saudade”, disse Renan.

Treinador da seleção feminina, José Roberto Guimarães, também falou sobre o ex-jogador da seleção brasileira.

“É uma grande perda para todos nós que convivemos com ele. Jogamos juntos na seleção brasileira e ele sempre representou o Brasil com muita entrega e dedicação. Ele era inteligente, carismático, talentoso e de uma solidariedade muito grande com todos. O Suíço foi um ícone do voleibol brasileiro”.

Jean Luc Rosat iniciou a carreira na AABB do Rio de Janeiro, passou pelo Clube Israelita Brasileiro (CIB) e Botafogo. Conquistou títulos da Taça Guanabara (1974), Troféu Brasil (1975), Campeonato Brasileiro (1976), Sul-Americano de Clubes (1977), entre outros.

Com a seleção brasileira, disputou as edições de 1976 e 1980 dos Jogos Olímpicos.

Em agosto de 2018, a CBV realizou um almoço comemorativo no Rio de Janeiro (RJ), onde reuniu alguns dos pioneiros do voleibol brasileiro. Ex-atletas que integraram a seleção masculina do Brasil nos Jogos Olímpicos de Montreal 1976 se reuniram para comemorar os 42 anos da disputa.

Na ocasião, compareceram, além de Suíço, Antônio Moreno, Paulo Petrelle, Alexandre Abeid, Bernard Rajzman, Celso Kalache, Fernando de Ávila (Fernandão), Elói de Oliveira, Sérgio Danilas e o técnico Carlos Souto.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Aplicativo CBV.
Baixe agora!

Baixe agora o Aplicativo Vôlei Brasil, faça seu cadastro e receba todas as novidades das competições, alertas dos seus jogos favoritos, além de assistir a vídeos ao vivo.

Baixe na Apple Store Baixe na Google Play
Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais