Brasil avança com quatro duplas às semifinais masculina e feminina em Lima

Publicado em: 14/03/2020 20:46
?20200708085559
André tenta bloquear adversário durante partida das quartas de final (Créditos: Divulgação/CBV)

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 14.03.2020

O Brasil já tem presença garantida nas finais da etapa de Lima (Peru) do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2020. Os quatro times do país na competição - André/George (ES/PB) Oscar/Thiago (RJ/SC), Bárbara Seixas/Carol Horta (RJ/CE) e Tainá/Victoria (SE/MS) - venceram pelas quartas de final neste sábado (14.03) e avançaram às semifinais, enfrentando-se em confrontos de compatriotas, o que assegura o país na decisão de cada naipe.

As semifinais ocorrem neste domingo (15.03), a partir das 12h (de Brasília), com o naipe masculino. Uma hora depois ocorre a semifinal feminina. As disputas de bronze e ouro também ocorrem no mesmo dia. A etapa de Lima acontece sem a presença de público por conta das precauções referentes ao contágio do novo corona vírus (Covid-19).

No torneio masculino, os atuais campeões brasileiros André Stein e George superaram neste sábado, nas quartas de final, os chilenos Zavala/Lammel por 2 sets a 0 (21/16, 21/14). Já Oscar e Thiago superaram os colombianos Perea e Corredor, também por 2 sets a 0 (21/15, 22/20). Os dois times se enfrentam em duelo de velhos conhecidos às 12h deste domingo.

André lembrou que já atuou com Oscar, enquanto Thiago formou parceria com George. O bloqueador capixaba comentou a vitória neste sábado e a semifinal.

“Conseguimos jogar bem, vencer em sets diretos, fazendo um bom caminho até a semifinal. São times que temos menos informações, não conhecemos tão bem, mas conseguimos impor e fazer nosso melhor. Agora teremos um time de um nível técnico um pouco mais alto, Oscar e Thiago são ex-parceiros nossos, todos se conhecem muito bem. Teremos que dar um pouco a mais contra esses times. Temos que sacar bem e ter uma boa virada de bola. Pensar em fazer nossa parte primeiro, buscando um diferencial dentro da partida aos poucos”, disse André.

Já no naipe feminino, Bárbara Seixas e Carol Horta venceram pelas quartas de final as argentinas Zonta e Churin por 2 sets a 1 (21/11, 19/21, 15/9). Tainá e Victoria tiveram um jogo a mais, pois saíram em segundo no grupo, indo para a repescagem. No primeiro duelo do dia, superaram as paraguaias Michele e Joha por 2 sets a 0 (21/16, 21/13). Horas depois, pelas quartas de final, vitória por 2 sets a 1 (21/19, 11/21, 5/15) sobre as chilenas Zapata/Chris.

As brasileiras se enfrentam às 13h pela semifinal. A outra semi terá as argentinas Gallay e Pereyra enfrentando as equatorianas Ariana e Briggitte. No masculino, além da semifinal brasileira, os argentinos Azaad/Capogrosso e Aveiro/Amieva duelam por um lugar na decisão.

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final somente da melhor dupla de cada nação. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral.

O Circuito Sul-Americano conta com três etapas regulares e um torneios ‘Finals’, com maior pontuação e premiação. Além de Coquimbo (Chile), e agora Lima (Peru), a competição passará por San Juan de Los Morros (Venezuela), e Linares (Chile). As próximas duas etapas, porém, terão datas ainda definidas por conta de adiamentos referentes à pandemia mundial do novo coronavírus.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais