Ana Patrícia/Rebecca leva o ouro em Aracaju e fica muito perto do título geral

Publicado em: 08/03/2020 13:52
?20200606095107
Ana Patrícia e Rebecca celebram mais um título em Aracaju (Créditos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

A parceria de Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) mostrou que começou o ano em que disputarão os Jogos com força total. Dupla classificada para Tóquio 2020, elas conquistaram a medalha de ouro da etapa de Aracaju (SE) do Circuito Brasileiro de vôlei de praia 19/20 ao superarem na decisão Talita e Carolina Solberg (AL/RJ) por 2 sets a 0 (21/17, 22/20), em 50 minutos. O resultado deixa a dupla muito perto do título geral da temporada.

A medalha de bronze em Aracaju (SE) ficou com Ágatha e Duda (PR/SE), para alegria da torcida sergipana que lotou a arena desde 8h. Elas superaram Bárbara Seixas e Carolina Horta (RJ/CE) por 2 sets a 1 (21/14, 25/27, 19/21) em partida eletrizante, garantindo um lugar no pódio. A próxima etapa acontece de 2 a 5 de abril, em local que será divulgado em breve.

A parada seria realizada em Arraial do Cabo (RJ), mas a cidade sofreu com fortes chuvas e ressacas recentemente, inviabilizando a montagem da arena e operação no local.

O ouro deixa Ana Patrícia e Rebecca com 1.840 pontos no ranking geral, que soma os resultados de todas as etapas, contra 1.480 de Tainá e Victoria (SE/MS), (com descarte do pior resultado). A diferença de 360 pontos deixa o título geral praticamente garantido. Elas precisam apenas entrar em quadra na última parada para confirmar a conquista.

Ana Patrícia e Rebecca somam agora oito títulos de etapas do Circuito Brasileiro. Nesta temporada elas venceram em Cuiabá (MT), João Pessoa (PB) e Aracaju (SE), além de terem sido prata em Vila Velha (ES). Ana Patrícia comentou sobre a conquista do ouro e a regularidade que a dupla manteve desde o último ano.

"Essa etapa se consolidou como a etapa da superação. Em 2018, tive uma fratura no dedo durante a final, e neste jogo de hoje já cheguei bastante cansada, por conta dos três jogos fortes que fizemos ontem. O calor daqui não perdoou a etapa inteira, foi difícil para todos os times, mas seguimos sempre unidas, isso já é um traço muito marcante da nossa dupla, acredito que passamos esse sentimento. A vontade de vencer prevaleceu e espero que continue assim daqui para frente", disse Ana Patrícia.

Esta é a segunda vez que Ana e Rebecca vencem a etapa realizada em Aracaju (SE). Em 2018, a parceria superou na decisão o então time formado por Fernanda Berti e Bárbara Seixas (RJ). Ana sofreu fratura no dedo, mas continuou jogando e conseguiu confirmar a vitória. Rebecca comentou também a energia da torcida sergipana, que lotou a arena.

"Estamos bem felizes com esta vitórias. Temos uma história boa com Aracaju, de superação. Então não poderia ser diferente neste ano. Foi um grande jogo contra a Carol e a Talita, muito calor, nos superamos mais uma vez, fomos muito bem taticamente. A receptividade do público foi incrível, a arena ficou cheia em todos os dias. Estou muito contente com este título em Aracaju mais uma vez", declarou Rebecca.

A campanha de Ana e Rebecca em Aracaju contou com seis jogos, seis vitórias e nenhum set perdido. No caminho até a final, superaram uma medalhista pan-americana (Ângela), uma campeã do Circuito Mundial (Taiana) e uma medalhista olímpica (Bárbara Seixas). 

Quem também ficou impressionada com o clima criado pela torcida nas arquibancadas foi Duda. Jogando em casa, a sergipana sentiu mais do que ninguém o apoio e a participação dos torcedores durante os jogos realizados na capital. Junto de Ágatha, ela seguirá agora a preparação visando a disputa em Tóquio, no meio do ano.

"É muito bom jogar em casa, o acolhimento da torcida, que ajuda, apoia, é o terceiro jogador dentro de quadra. Não tenho palavras para agradecer à torcida sergipana que lotou a arena todos os dias. Todo torneio que tem aqui temos essa festa. Estamos nos preparando a cada torneio, tirando as lições, e seguir melhorando", declarou Duda.

A abertura da temporada 19/20 aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês de outubro, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB).

Ribeirão Preto (SP) sediou a etapa de novembro, com ouro para Talita/Taiana (AL/CE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF). A parada de João Pessoa (PB), em janeiro, contou com títulos para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e André Stein/George (ES/PB). Em Maceió (AL), ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
https://2018.cbv.com.br/galeria/2274/aracaju-se---circuito-brasileiro---finais---08.03.2020

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=51&sexo=F

Disputa de ouro
Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) 2 x 0 Talita/Carol Solberg - (21/17, 22/20)

Disputa de bronze
Ágatha/Duda (PR/SE) 2 x 1 Carol Horta/Bárbara Seixas (CE/RJ) - (21/14, 25/27, 19/21)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais