Título inédito de Hevaldo e Vinícius encerra etapa em Aracaju (SE)

Publicado em: 08/03/2020 12:23
?20200606094338
Vinícius e Hevaldo comemoram com o técnico André Freitas (Créditos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

A etapa Open de Aracaju (SE) chegou ao final com título inédito para a dupla Hevaldo e Vinícius (CE/ES). Na manhã deste domingo (08.03), eles superaram Pedro Solberg e Guto (RJ) na decisão por 2 sets a 0 (21/19 e 21/17). O público compareceu e lotou as arquibancadas na arena montada na Praia de Atalaia, na penúltima etapa do Circuito Brasileiro 19/20.

Juntos desde o início da temporada, em setembro de 2019, este foi o primeiro pódio da dupla, que fez uma final praticamente sem erros. Para Vinícius a emoção foi ainda maior, já que em Aracaju o jovem capixaba estreou em finais de Open na carreira. Ele tinha subido ao pódio apenas uma vez, quando ficou com o bronze ao lado de Moisés (BA), em 2019, em João Pessoa (PB). Após o último ponto, Vinícius agradeceu o apoio do parceiro.

"Quase não tenho palavras. Ficaria agradecendo por horas tantas pessoas, minha família, amigos, nosso centro de treinamento, o Hevaldo. Ele é um cara incrível, um parceiro fenomenal. Ele está me empurrando para um nível alto. Me sinto muito abençoado, Deus tem sido maravilhoso na minha vida. É o começo, queremos melhorar e conquistar voos mais altos", disse Vinícius.

O experiente Hevaldo voltou a conquistar uma etapa e novamente ao lado de um jovem. A última tinha acontecido quando foi campeão em Palmas (TO), na abertura da temporada 2018/2019, e ainda jogava ao lado do paranaense Arthur Lanci. A vitória ao lado de mais um jovem talento do vôlei de praia nacional, é, segundo o jogador, o legado que deixa para a modalidade, auxiliando na evolução do parceiro.

"Vinicius é um menino muito corajoso, determinado, quero deixar um legado fazendo com que ele alcance o nível mais alto. Sei que minha carreira está chegando mais próxima do final, tenho 40 anos, então quero deixar um legado para o vôlei. E isso só foi possível pela confiança que temos no trabalho. Muitas vezes sou 'chato', cobro bastante, mas sei que ele tem um potencial enorme, que vai representar o Brasil em competições internacionais. Fico muito feliz por termos tido uma consistência nesta final", contou.

O bronze da etapa ficou para a dupla André e George (ES/PB). Eles já tinham garantido o título geral brasileiro da temporada 2019/2020, mesmo ficando de fora da final. Neste domingo, se recuperaram do revés e venceram Allison Francioni/Fábio (SC/CE) por 2 sets a 0 (21/18 e 21/16). Para André, este é o segundo título do tour nacional na carreira. O atleta celebrou a dupla conquista, fechando mais uma etapa no pódio.

"Infelizmente não fomos para esta final, queríamos muito. Bateu na trave, vamos trabalhar mais isso. Hevaldo e Vinícius jogaram muito na semifinal, e eu não fui tão bem. Viemos para a disputa do bronze com muita vontade, como se valesse mesmo o título. É muito importante estar sempre no pódio. Fico feliz com a evolução do nosso time, estamos amadurecendo. A cada jogo estamos melhores, meu saque viagem está entrando, é algo que estou treinando muito. O Ernesto (Vogado) tem me cobrado isso. Outros fundamentos eu tenho evoluído. E isso me motiva. Sair daqui com o título da temporada de forma antecipada é muito bom", contou André.

A abertura da temporada 19/20 aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Em Cuiabá, no mês de outubro, os títulos ficaram com Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB).

Ribeirão Preto (SP) sediou a etapa de novembro, com ouro para Talita/Taiana (AL/CE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF). A parada de João Pessoa (PB), em janeiro, contou com títulos para Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e André Stein/George (ES/PB). Em Maceió (AL), ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 46 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 500 mil por etapa.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
https://2018.cbv.com.br/galeria/2274/aracaju-se---circuito-brasileiro---finais---08.03.2020

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=51&sexo=m

Disputa de ouro
Pedro Solberg/Guto (RJ) 0 x 2 Hevaldo/Vinícius (CE/ES) - 11h - SporTV 3 (19/21 e 17/21)

Disputa de bronze
André/George (ES/PB) 2 x 0 Allison Francioni/Fábio (SC/CE) - 8h30 - VoleidePraiaTV e Facebook (21/18 e 21/16)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais