Técnicos analisam grupos dos Jogos Olímpicos

Publicado em: 31/01/2020 14:10
?20200606081414
Renan, comandante da seleção brasileira masculina (Créditos: Marcos Ribolli/CBV)

As seleções brasileiras feminina e masculina de vôlei já conhecem os adversários da primeira fase dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão. No feminino, a equipe comandada pelo treinador José Roberto Guimarães estará no grupo A ao lado da Sérvia, do Japão, da Coréia do Sul, da República Dominicana e do Quênia. No masculino, o time liderado pelo técnico Renan Dal Zotto fará parte do grupo B ao lado dos Estados Unidos, da Rússia, da Argentina, da França e da Tunísia. Os grupos foram oficializados nesta sexta-feira (31.01) pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB).

A competição de vôlei nos Jogos Olímpicos de Tóquio começa no dia 25 de julho, com o masculino. No dia seguinte, é a vez do feminino. A final entre os homens está marcada para o dia 8 de agosto e a feminina para o dia 9. O Brasil é o atual campeão e busca a quarta medalha de ouro no masculino. No feminino, o time verde e amarelo luta pelo terceiro título olímpico.

Nos Jogos Olímpicos, as seleções se enfrentam dentro dos seus respectivos grupos e as quatro mais bem colocadas em cada chave passam para as quartas de final.

Os outros grupos nos Jogos Olímpicos ficaram divididos da seguinte maneira. No feminino, o grupo B será formado por China, Estados Unidos, Rússia, Itália, Argentina e Turquia. No masculino, a chave A tem Japão, Polônia, Itália, Canadá, Irã e Venezuela.

O treinador da seleção feminina, José Roberto Guimarães, fez uma análise sobre o grupo do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Estamos em um grupo equilibrado. A outra chave no papel é mais forte, mas isso também gera um cruzamento muito difícil nas quartas de final. No nosso grupo, a Sérvia é a atual campeã mundial e uma das melhores equipes do mundo, o Japão vai jogar em casa, a Coréia do Sul e a República Dominicana evoluíram bastante ao longo deste ciclo olímpico e o Quênia também cresceu como equipe”, disse José Roberto Guimarães, que ainda falou da sua expectativa a competição no Japão.

O técnico da seleção masculina, Renan, também aposta em uma edição extremamente equilibrada e cita clássicos internacionais na primeira fase.

“Estamos em um grupo fortíssimo e a classificação já está valendo a partir da primeira partida. Todo set vai fazer diferença para buscar a vaga nas quartas de final. Estamos atentos aos adversários do nosso próprio grupo, onde iremos enfrentar clássicos internacionais, e onde não existem favoritos. Todos vão com o que têm de melhor e temos que chegar em uma condição ótima para buscar a classificação”, concluiu Renan.

Grupos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020:

Feminino:

A – BRASIL, Japão, Sérvia, Coréia do Sul, República Dominicana e Quênia

B – China, Estados Unidos, Rússia, Itália, Argentina, Turquia

Masculino:

A – Japão, Polônia, Itália, Canadá, Irã e Venezuela

B – BRASIL, Estados Unidos, Rússia, Argentina, França e Tunísia

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais