SOU + VÔLEI: Chegou a plataforma de relacionamento e fidelização do vôlei nacional. CLIQUE AQUI E CADASTRE-SE.

Marcelo Mendez, colecionador de títulos para o Sada Cruzeiro

29 DE JANEIRO

Marcelo Mendez, colecionador de títulos para o Sada Cruzeiro
Marcelo Mendez no comando do Sada Cruzeiro (Créditos: Agênciai7/Sada Cruzeiro)

Há 11 anos no Brasil, ele já tem um jeitinho brasileiro. Ele gosta do estilo de vida do brasileiro. Ele é campeoníssimo no voleibol brasileiro. Mas o sotaque está ali, presente, para lembrarmos que Marcelo Mendez é argentino.

Comandante do vitorioso projeto do Sada Cruzeiro (MG) na 11ª temporada consecutiva, o treinador conduziu seu time a mais um título no último fim de semana ao superar o Sesi-SP na final da Copa Brasil. A quinta estrela nesta competição. A 35ª geral sob o seu comando.

Em entrevista exclusiva ao site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), o técnico comenta sobre o que leva este projeto ao sucesso, seus planos de ser multicampeão, elogia seus comandados, e fala sobre o cotidiano de sua família em torno do vôlei.

- Ser campeão já pode ser considerado algo habitual pelo Sada Cruzeiro?

Acho que não. Trabalhamos para ser campeões sempre. Desde o primeiro momento o time trabalhou para ser campeão e isso é consequência de muito trabalho, de bons jogadores, uma comissão técnica que trabalha muito, uma boa diretoria. Trabalhamos para ser campeões, e isso é muito difícil.

- A que você credita o sucesso do projeto Sada Cruzeiro?

Acho que são muitas coisas. Um clube, uma diretoria que apoiam, dando as condições ideais para trabalhar, e acho também que é sempre necessário ter bons jogadores. Além disso, o dia a dia é o mais importante, o trabalho, a dedicação para obter o resultado.

- Quando você chegou ao Brasil, conquistar tantos títulos e obter esse sucesso todo era o seu objetivo ou encontrar o Sada Cruzeiro foi fundamental para isso?

O plano de todo treinador ambicioso é sair campeão de tudo, tentar vencer o máximo. Formar jogadores e vencer. Isso foi muito facilitado por encontrar o Sada Cruzeiro, um clube onde me dão todas as condições para trabalhar e ser campeão.

- Você tem uma peça no elenco, o capitão Filipe, que parece, para quem está de fora, alguém necessário ao time. O que pode falar sobre ele?

Durante 10 anos vem demonstrando ser um grande jogador, um grande capitão e uma grande pessoa. É uma peça fundamental para o Sada Cruzeiro, exercendo qualquer função. Dentro da quadra, fora da quadra, é um capitão que todo treinador, todo time desejaria ter.

- Você parece muito bem adaptado ao Brasil. O que mais gosta de estilo de vida do brasileiro?

O que temos de mais agradável por aqui são as pessoas. Todos sempre me trataram muito bem, são muito hospitaleiros e, não sei se eu tive muita sorte, mas encontrei pessoas muito trabalhadoras. Essas são as coisas que mais gosto.

- O que mais te faz feliz, Marcelo?

Neste momento da minha vida, estar com a minha família.

- Quando você está em família, nos seus momentos de lazer, é possível não falar de vôlei? (risos)

Impossível não falar de vôlei. Não é possível porque a minha família é assim. Meus filhos nasceram com o pai jogador, treinador. Minha mulher me conheceu como jogador. Então é impossível ficar sem falar de vôlei, ainda mais tendo filho jogador de vôlei.


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais