O grande momento de Renan

Publicado em: 23/10/2019 13:52
?20200606085107
Renan no comando da seleção brasileira durante a Copa do Mundo (Créditos: Divulgação/FIVB)

Renan Dal Zotto vive uma grande fase. Isso é um fato. A temporada 2019 com a seleção brasileira foi de grandes resultados e, em uma semana, de uma terça-feira (15.10) para a outra (22.10), o treinador garantiu o título da Copa do Mundo com a equipe verde e amarela no Japão, retornou ao Brasil, assumiu o comando do EMS Taubaté Funvic (SP), e assegurou a vaga na final do Campeonato Paulista.

O ano com a seleção foi de passaporte carimbado para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, título do Memorial Wagner, do Campeonato Sul-Americano e da Copa do Mundo. Em praticamente todos, o grupo demonstrou a mesma característica de total entrega ao objetivo traçado pelo treinador.

No Pré-Olímpico, uma virada épica sobre a Bulgária. O Brasil perdia por 2 sets a 0 e venceu por 3 a 2, garantindo a vaga na Olimpíada do ano que vem. Na final do Sul-Americano, a Argentina vencia por 2 a 0 e novamente o grupo comandado por Renan virou e faturou o título. Ao longo da Copa do Mundo, em um total de 11 jogos em 15 dias, foram alguns momentos neste estilo.

E, na noite de ontem, já com o EMS Taubaté Funvic, na semifinal do Paulista, o Sesi-SP abriu 2 a 0, seus comandados fizeram 3 a 2 e, pela regra da competição, ainda precisaram vencer o Super Set, para assegurar a vaga na decisão – sendo assim, quatro parciais seguidas com resultado positivo.  

“O jogo de ontem foi mais um desses sem precedentes. Já havíamos passado por partidas assim na temporada com a seleção e o mais importante disso tudo, e que temos que prestar uma reverência a todos esses atletas, é ver a prédisposição e determinação de todos eles”, destacou Renan.

O treinador ainda seguiu com elogios aos atletas que comanda – lembrando de todo o grupo que esteve com a seleção brasileira nesta temporada e, em especial aos que seguem com ele no clube, EMS Taubaté Funvic: os ponteiros Douglas e Lucarelli, os centrais Maurício Souza e Lucão e o líbero Thales, que contribuíram para a virada na noite da última terça-feira.

“Vimos os jogadores se doando ao máximo mesmo jogando com fuso horário ainda muito intenso, com uma bola diferente da que estávamos jogando com a seleção, em seis sets muito fortes. Em nenhum momento eles largaram o osso. E posso dizer isso em relação a toda a temporada com a seleção e já no jogo de ontem. Na verdade, essa já é uma marca registrada desse grupo, que é extremamente resiliente e consciente do que tem que fazer”, destacou Renan.

O próximo compromisso do treinador será a final do Campeonato Paulista, nos dias 25 e 31 de outubro, contra o Vôlei Renata (SP). A partir do dia 13 de novembro, Renan e seus comandados do EMS Taubaté Funvic entram na disputa pelo segundo título consecutivo da Superliga 19/20. O ano de 2020 com a seleção brasileira será de Liga das Nações e Jogos Olímpicos de Tóquio.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais