Liga das Nações 2018 - Confederação Brasileira de Vôlei

Apresentação de estudo científico movimenta terceira noite da Academia do Voleibol

Publicado em: 03/06/2020 22:28

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) realizou na noite desta quarta-feira (03.06) o terceiro encontro acadêmico entre profissionais do voleibol durante o isolamento social em função da pandemia da COVID-19. Desta vez o foco foi na apresentação de trabalho científico feito por um grupo de profissionais envolvidos no voleibol de praia sobre “Paixão e estratégias de coping de atletas da modalidade no contexto nacional”.

O evento contou com a participação de 95 pessoas entre treinadores e demais profissionais do voleibol de todas as regiões do Brasil. Na abertura, o presidente da Comissão Nacional de Treinadores (CONAT), Carlos Rios, agradeceu a audiência e destacou o uso de novas ferramentas para a evolução do esporte.

“A prática esportiva deixou de ser empírica e passou a ser científica. Precisamos usar todas as ferramentas para seguirmos evoluindo, isso inclui as tecnologias de forma geral. É uma grande iniciativa podermos compartilhar o conhecimento desenvolvido por nossos colegas. Agradeço a todos por comparecerem e à CBV pela iniciativa, que contempla a multidisciplinaridade do esporte”, contou Carlos Rios.

O trabalho apresentado nesta quarta-feira foi desenvolvido por Nayara Fernandes, doutoranda de Educação Física UEM/UEL; Lucas Palermo, auxiliar técnico do time Ágatha e Duda; Fernando Mari, preparador físico do time de vôlei de praia da AMVP, de Maringá (PR); e Robson Xavier, técnico da seleção masculina brasileira de base do vôlei de praia.  A pesquisa trouxe à comunidade a forma como os atletas da modalidade lidam com as dificuldades e estresses no esporte de alto rendimento. Foram entrevistados 132 indivíduos.

A apresentação do estudo mostrou os fatores de estresse que influenciam no desempenho de atletas do voleibol de praia, como risco de lesões, questões de logística para competição, preparação para competições, entre outros. E como eles lidam com essas dificuldades e renúncias na vida pessoal. Para Nayara, que fez a explanação da pesquisa aos participantes, entender esta relação é fundamental para administrar os aspectos psicológicos dentro do alto rendimento.

“Quem tem este aspecto mental mais desenvolvido consegue fazer a diferença nos momentos cruciais dentro do esporte de alto rendimento. As paixões que movem cada indivíduo são de grande importância ao traçar estratégias. Muitas destas questões variam de acordo com a idade, por exemplo, e outras motivações externas, como premiações. Este estudo conseguiu identificar como os atletas trabalham para desenvolver suas metas em relação ao perfil de cada um”, explicou Nayara.

Para Lucas Palermo, que fez parte do grupo de pesquisadores, a iniciativa da CBV em promover conhecimento científico tem grande valor para o desenvolvimento do esporte.

“Eu acredito que uma iniciativa desta é de extrema importância, sempre lutamos para a disseminação do conhecimento e essa é uma ferramenta essencial para conseguirmos dar escalabilidade nesta luta. Quanto mais pessoas forem atingidas maior será a probabilidade de formarmos profissionais cada vez mais capacitados’, disse Lucas.

O primeiro encontro da série iniciada pela CBV aconteceu na última quinta-feira (28.05), mediado pelo diretor executivo da CBV, Radamés Lattari, e que teve como tema “Gestão e preparação de equipe”, apresentado pelo técnico da seleção brasileira masculina, Renan. Na última terça-feira (02.06), foi a vez do técnico da seleção brasileira masculina de base de vôlei de praia, Robson Xavier discutir com os participantes sobre a detecção de talentos e iniciação da modalidade.

Na sequência da semana de eventos on-line, nesta quinta-feira (04.06), o técnico da seleção brasileira feminina, José Roberto Guimarães, irá conversar com convidados sobre os desafios da nova geração, às 20h. Na sexta-feira (05.06) será a vez de um bate-papo sobre os cuidados com o retorno aos treinos após o período de isolamento social, e trará a participação de preparadores físicos e fisioterapeutas da comunidade do voleibol brasileiro, no canal da CBV no YouTube (youtube.com/voleibrasil1).

ARTIGO NA ÍNTEGRA

https://cbv.com.br/arquivos/versao_FINAL.pdf

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

MAIS NOTÍCIAS


Parceiros Oficiais