Lebes Canoas e Sesc RJ se enfrentam em jogo descentralizado

Em Capão da Canoa

16 de fevereiro de 2018

O Lebes Canoas recebeu o EMS Taubaté Funvic em Gramado na quarta rodada do returno

(Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic)

A sexta rodada do returno da Superliga Cimed masculina de vôlei 2017/2018 terá início ainda nesta sexta-feira (16.02), com o jogo isolado entre Sada Cruzeiro (MG) e JF Vôlei (MG), e seguirá neste sábado (17.02) com outras cinco partidas. Entre elas, o Lebes Canoas (RS) receberá o Sesc RJ em mais um jogo descentralizado. Depois de levar a partida contra o EMS Taubaté Funvic (SP) para Gramado (RS), a equipe gaúcha dessa vez estará em Capão da Canoa (RS) para o duelo contra o time carioca, que será às 21h, no ginásio Otto Birlem, com transmissão do SporTV.

O Sesc RJ chega ao Rio Grande do Sul na segunda posição da tabela da Superliga Cimed com 14 vitórias, duas derrotas e 42 pontos somados – apenas um a menos do que o líder Sada Cruzeiro. O Lebes Canoas é o oitavo colocado na classificação, com 16 resultados positivos, sete negativos e 21 pontos conquistados até a quinta rodada da competição.

Para esta partida, o técnico do time gaúcho, Marcel Matz, destaca, antes de qualquer coisa, o valor de levar um grande jogo a mais uma cidade que não tem representantes na principal competição do calendário nacional do vôlei.

“Quando chegamos em outras cidades, como foi em Gramado e agora, em Capão da Canoa, há uma sensação diferente na torcida do lugar e isso é muito bacana, motiva a cidade, pode trazer novos praticantes e essa é uma ação que deve passar a acontecer todos os anos. Isso gera a oportunidade de mais gente conhecer o vôlei”, opinou Marcel.

Sobre a partida, o treinador do Lebes Canoas espera dificuldades diante do segundo colocado. “Será mais uma pedreira para o nosso time. Mas, estamos fazendo um returno melhor que o turno. Isso mostra que o time vem trabalhando bem. Estamos muito focados na busca pela vaga nos playoffs. Essa semana temos três jogos, dois contra adversários diretos e vamos em busca das vitórias”, afirmou Marcel Matz.

No Sesc RJ, o técnico Giovane Gávio elogia a iniciativa do adversário e também destaca a importância da descentralização dos jogos. “Essa questão destes jogos itinerantes é muito bacana para o vôlei. O Rio Grande do Sul tem uma tradição muito grande na nossa modalidade e essa é uma oportunidade de ver de perto campeões olímpicos e um bom jogo. Todos saem ganhando com isso”, disse Giovane.

O treinador do time carioca aposta em um jogo equilibrado neste sábado. “Acho que vai ser um bom jogo. O Lebes Canoas vem jogando bem, evoluiu bem na segunda parte do campeonato e, por isso, nos preparamos bastante nesta semana para chegarmos bem nesta partida”, concluiu Giovane Gávio.

A sexta rodada do returno ainda terá outros quatro jogos neste sábado: Vôlei Renata (SP) x Corinthians-Guarulhos (SP), Minas Tênis Clube (MG) x EMS Taubaté Funvic (SP), Montes Claros Vôlei (MG) x Sesi-SP, e Ponta Grossa Caramuru (PR) x Copel Telecom Maringá Vôlei (PR).

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 2017/2018

Sexta rodada do returno

16.02 (SEXTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) x JF Vôlei (MG), às 20h, no ginásio Riacho, em Contagem (MG)

17.02 (SÁBADO) – Vôlei Renata (SP) x Corinthians-Guarulhos (SP), às 18h, no Taquaral, em Campinas (SP)

17.02 (SÁBADO) – Minas Tênis Clube (MG) x EMS Taubaté Funvic (SP), às 18h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)

17.02 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) x Sesi-SP, às 19h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)

17.02 (SÁBADO) – Ponta Grossa Caramuru (PR) x Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 20h, na Arena Multiuso, em Ponta Grossa (PR)

17.02 (SÁBADO) – Lebes Canoas (RS) x Sesc RJ, às 21h, no ginásio Otto Birlem, em Capão da Canoa (RS) – SPORTV

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileir