João Pessoa (PB) recebe a primeira etapa da temporada 2016

largada

16 de maio de 2016

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 16.05.2016

Tradicional palco do vôlei de praia brasileiro, João Pessoa (PB) recebe o terceiro torneio em sequência nesta semana. Após as disputas do Superpaia e do Circuito Banco do Brasil Sub-19, agora é a vez do Circuito Banco do Brasil Sub-23, que começa nesta terça-feira (17.05) e vai até quinta-feira (19.05). A competição terá diversas equipes da casa e uma campeã mundial.

Um dos destaques locais é Pedro Henrique, filho do campeão olímpico Ricardo, que formou parceria histórica com Emanuel. Apesar de não ser nascido na Paraíba, o atleta defende o estado, assim como outros dois jogadores. O número ainda pode aumentar com o qualificatório. Outra atleta de destaque é a sergipana Tainá, campeã mundial Sub-19 em 2013.

O Circuito Sub-23 é composto por seis etapas, e, além dos campeões de cada parada, existe um campeão geral da temporada, somando os pontos de todos os eventos. Ao contrário do Sub-19 e do Sub-21, em que as duplas precisam ser da mesma federação, no Sub-23 elas podem estar registradas em estados diferentes. A categoria também possui premiação em dinheiro, com os campeões de cada naipe recebendo R$ 3,7 mil.

As oito duplas garantidas na fase de grupos no feminino são Beatriz/Amanda (RJ), Sofia/Roberta Glatt (DF/RJ), Clicia/Ju (AM), Tainá/Paula Hoffmann (SE/RJ), Carol/Talita (SE/CE), Graziele/Vitória (PR), Franciane/Anna Luisa (SC/RS), Hegê/Verena (CE). Outras 13 duplas disputam o qualificatório em busca de uma das quatro vagas.

No naipe masculino partem direto do torneio principal as duplas formadas por Matheus Baby/Igor Borges (RJ), Luccas/Vitor Micael (DF), Pedro Henrique/Gabriel Gouveia (PB/RJ), Vinícius/Eduardo Davi (ES/PR), Allysson Lima/Jefferson (CE), Índio/Daniel (ES/RJ), Pedro/Admilson (PR/BA) e Thales/Kevin (PB). Outras 26 equipes disputam o qualificatório tentando avançar à fase principal do torneio.

Sistema de disputa
O torneio começa na terça-feira (17.05), a partir das 8h, com a disputa do qualificatório. Os vencedores (em cada gênero) avançam à fase de grupos e se juntam aos oito times já classificados pela posição no ranking de entradas. As 12 duplas finais são divididas em três grupos de quatro e duelam pela primeira fase, no segundo dia de competições (18.05).

Avançam os primeiros e segundos colocados de cada grupo, além dos dois melhores terceiros colocados. Ainda no segundo dia dos torneios ocorre a disputa das quartas de final. O terceiro e último dia (quinta-feira) tem a disputa das semifinais, bronze e finais dos dois gêneros. O torneio foi criado no final de 2011, visando dar mais um passo a favor do fortalecimento das categorias de base do Vôlei de Praia brasileiro, promovendo uma integração ao profissional.

<i> O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro</i>