Invictos, brasileiros farão clássico com Argentina nas semifinais em Rosário

rivalidade

11 de março de 2017

Oscar saca durante vitória sobre dupla chilena

(Divulgação/CBV)

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 11.03.2017

O Brasil segue invicto e com melhor campanha na terceira etapa do Circuito Sul-Americano 2017, disputada em Rosário, na Argentina. E após vencerem dois jogos neste sábado (11.03), os times que representam o país terão justamente os donos da casa pelo caminho, nas semifinais que ocorrem neste domingo (12.03).

Oscar e Hevaldo (RJ/CE) encaram Julian Azaad e Nicolas Capogrosso às 10h40 (de Brasília). Pouco depois, às 11h30, Val e Ângela (RJ/DF) enfrentam as atletas olímpicas Ana Gallay e Georgina Klug, também pela fase semifinal. As finais ocorrem ainda no domingo, a partir das 15h, com transmissão ao vivo no site da Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV) no link http://www.voleysur.org

Os times brasileiros contam com campanha perfeita até agora. Oscar e Hevaldo entraram em quadra neste sábado (11.03) para decidirem o primeiro lugar do grupo B. O carioca e o cearense venceram os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt por 2 sets a 0 (22/20, 24/22). 

Com a melhor campanha, Oscar e Hevaldo avançaram direto à semifinal, sem terem que disputar a rodada de quartas de final também neste sábado.

O mesmo aconteceu com Val e Ângela (RJ/DF). Após as duas vitórias do primeiro dia, as brasileiras novamente foram soberanas em quadra, vencendo as paraguaias Erika e Michelle por 2 sets a 0 (21/14, 21/11). A primeira posição no grupo B colocou a parceria verde e amarela diretamente nas semifinais, sem ter que disputar mais um jogo neste sábado.

Diferente das demais paradas, em que cada país pode ter até duas duplas em cada naipe (com exceção de convites), a etapa argentina permite apenas uma dupla de cada nação. 

O Brasil lidera o ranking em ambos os naipes nesta temporada. Com dois ouros, é o primeiro colocado no feminino com 400 pontos, seguido do Paraguai, que tem 340. Já entre os homens o país divide a primeira posição com o Chile – ambos com 360. 

O ranking do Circuito Sul-Americano é feito apenas para os países, contando a pontuação da dupla mais bem colocada em cada parada. Os campeões de cada torneio somam 200 pontos, o vice, 180, o terceiro colocado, 160, reduzindo 20 pontos em cada posição seguinte.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro