Fase semifinal começa nesta sexta-feira

Hora decisiva

22 de março de 2018

Dentil/Praia Clube teve a melhor campanha na fase de classificação

(Divulgação/Dentil/Praia Clube)

A Superliga Cimed feminina de vôlei 17/18 chega a mais um momento decisivo. Nesta sexta-feira (23.03) terá início do playoff melhor de cinco da semifinal. O Dentil/Praia Clube (MG) jogará com o Vôlei Nestlé (SP), às 19h, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG). Na sequência, às 21h30, o Camponesa/Minas (MG) mediará forças com o Sesc RJ, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). O SporTV 2 transmitirá ao vivo. Os jogos das semifinais terão o uso do sistema de desafio que tem como objetivo ajudar o árbitro a decidir pela opção correta em lances duvidosos.

No primeiro confronto do dia, a expectativa é de muito equilíbrio. Nesta temporada, o Dentil/Praia Clube levou a melhor contra o Vôlei Nestlé no turno e no returno da Superliga Cimed por, respectivamente, 3 sets a 1 e 3 sets a 0. No entanto, o time de Osasco venceu na decisão da Copa Brasil por 3 sets a 0.

O treinador do Dentil/Praia Clube, Paulo Coco, comentou sobre a expectativa para a partida e fez uma análise do adversário.

“Estamos nos preparando para a maior dificuldade possível. Temos como adversário um dos times mais credenciados do voleibol brasileiro com títulos e conquistas. Vamos lutar para quebrar mais um tabu e vencer o Vôlei Nestlé nesta fase. Elas têm muita qualidade e uma das melhores atacantes do mundo na atualidade, a Tandara. O bloqueio delas é excelente e a Bia uma das melhores centrais do voleibol brasileiro. A Fabíola é uma levantadora de renome internacional. Sem falar a Leyva, a Mari Paraíba e a Ninkovic. Além de outras que entram e fazem a diferença como a Carol Albuquerque. Não será uma tarefa fácil. Temos que concentrar no nosso jogo e o sistema defensivo será muito importante”, analisou Paulo Coco.

Pelo lado do Vôlei Nestlé, a oposta Tandara ressaltou a importância do grupo no duelo contra o Dentil/Praia Clube.

“O Praia também era favorito na final da Copa Brasil e nós vencemos. E vencemos como equipe, com todas se doando ao máximo e jogando com consciência tática e muita disposição para fazer melhor tecnicamente. É assim que precisamos, e vamos, atuar em Uberlândia, com força para abrir o playoff com vitória”, afirmou Tandara.

Camponesa/Minas x Sesc RJ

O outro confronto do playoff também promete muito equilíbrio. Camponesa/Minas e Sesc RJ se enfrentaram em quatro oportunidades nessa temporada, com duas vitórias para cada lado. O Sesc RJ venceu a Supercopa ao superar o Camponesa/Minas por 3 sets a 2 e também levou a melhor no turno da Superliga Cimed por 3 sets a 1. Já o time mineiro superou a equipe carioca na decisão do Sul-Americano de clubes por 3 sets a 2 e no returno da Superliga Cimed por 3 sets a 0.

A líbero Léia, do Camponesa/Minas, falou sobre a qualidade do adversário do playoff semifinal e comentou sobre o momento atual do time mineiro.

“Sabemos que o Sesc RJ é forte, com jogadoras talentosas e uma grande comissão técnica, mas estamos bem preparadas. São duas equipes que se conhecem bem e já se enfrentaram em algumas ocasiões nessa temporada. Seguimos trabalhando forte e com foco total na busca pela vitória”, explicou Léia.

No Sesc RJ, a líbero Fabi também aposta no equilíbrio do confronto e mostra confiança no time carioca.

“O Camponesa/Minas foi um time que cresceu muito, vive um ótimo momento na competição e vai jogar diante da sua torcida. Esperamos um série bem equilibrada. Estamos estudando bastante o time delas para fazer um bom jogo amanhã e começar bem o playoff semifinal”, finalizou Fabi.

SUPERLIGA CIMED FEMININA 2017/2018

Semifinal

Primeira rodada

23.03 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) x Vôlei Nestlé (SP), às 19h, no Praia Clube, em Uberlândia (MG) – SPORTV

23.03 (SEXTA-FEIRA) – Camponesa/Minas (MG) x Sesc RJ, às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – SPORTV

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro