Etapa do Rio reuniu melhores duplas do mundo, teve estrutura no Parque Olímpico elogiada e clínica técnica para mil crianças de programas sociais

Legado valorizado

23 de maio de 2017

Arena do Tênis: valorização do legado no Parque Olímpico do Rio de Janeiro

(Daniel Zappe/MPIX/CBV)

A etapa do Rio de Janeiro do Circuito Mundial 2017 foi encerrada no último domingo (21.05) com um excelente resultado para o Brasil: ouro nas finais masculina e feminina. Só que mais do que isso, o balanço foi positivo para o esporte em geral, com uso de uma estrutura olímpica de excelência e presença de muitas crianças de projetos sociais na arena de tênis do Parque Olímpico.

O evento contou com intensa cobertura da imprensa e transmissão das partidas. Foram 11 jogos exibidos ao vivo pelo Facebook oficial da CBV, além de oito duelos no canal SporTV, também ao vivo. A final feminina ainda contou com transmissão da TV Globo, dentro do Esporte Espetacular. Foram mais de 70 jornalistas credenciados para a parada.

Os atletas aprovaram a estrutura montada fora do usual na praia, com elogio para a qualidade de vestiários, sala para treinadores, instalações médicas e de fisioterapia. A proximidade do hotel do torneio com a arena de tênis também foi comemorada. O uso da instalação esportiva foi possível graças à parceria realizada com o Ministério do Esporte e a Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO).

“Tivemos vários aspectos positivos, principalmente a utilização e a parceria para valorizar o legado olímpico. Uma infraestrutura completa e pronta, que ofereceu conforto e segurança ao público, aos atletas e à imprensa que compareceram ao evento. Poder colaborar para que este legado seja utilizado foi uma satisfação”, declarou Fulvio Danilas, diretor de Vôlei de Praia do Vôlei Brasil.

Responsável pela administração das instalações dos Jogos Olímpico, a AGLO comemorou a realização do sucesso do evento, possibilitando o uso da arena de tênis para uma modalidade diferente, com todas as medidas para garantir a preservação do piso original.

"O Circuito Mundial de vôlei de praia foi excelente. Isso demonstra que a cada dia, com uma agenda consistente, é possível tornar viável a apresentação de todas as arenas à população em um curto espaço de tempo. É preciso lembrar que esse é o primeiro evento internacional e já demonstrou o sucesso que pode ser alcançado em competições deste porte. Esperamos trazer em breve outros eventos internacionais ligados a outras modalidades esportivas", analisou Paulo Márcio Dias Mello, presidente da AGLO.

Quem também elogiou a organização da competição e geração de negócios foi o medalhista olímpico de prata (Seul-1984) e membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), o ex-jogador Bernard Razjman.

“O Brasil sediou o maior evento da humanidade, que são os Jogos Olímpicos. E agora, dando segmento, estamos utilizando esta arena de tênis para o vôlei de praia, que é um dos esportes mais populares do mundo. Precisamos disso, estimular a sociedade para a prática esportiva, revelar novos talentos. Existe uma parceria forte entre as instituições para que etapas como essa possam acontecer cada vez mais”, destacou Bernard.

Os patrocinadores também exaltaram o evento, como o vice-presidente de Marketing e Programação da SKY, Agrício Neto, e João Adibe, presidente do Grupo Cimed.

“A Etapa Brasileira do Circuito Mundial de Vôlei de Praia é um evento relevante para o público no Brasil, que adora o esporte. Ficamos muito entusiasmados com a oportunidade de apoiar esta etapa – que patrocinamos desde 2009 – e ver a arena de tênis do Parque Olímpico preenchida de vermelho com nossos batecos, clap banners e mãozinha inflável. O vôlei brasileiro tem uma rica bagagem e uma história vencedora, escrita por grandes nomes. Esperamos que a modalidade siga se fortalecendo ainda mais. A SKY, que desde 2004 acredita e investe no esporte, e hoje patrocina a Superliga Masculina e Feminina de Vôlei, o NBB (Novo Basquete Brasil), a LBF (Liga de Basquete Feminina) e os árbitros das principais divisões do futebol brasileiro, não poderia estar de fora da etapa brasileira do Circuito Mundial de Vôlei de Praia”, comentou Agrício.

“O esporte é uma paixão nacional e está no DNA do Grupo Cimed. Enxergo na parceria com o vôlei brasileiro uma oportunidade para atrelar a marca de uma empresa vencedora com seleções vencedoras, tanto no masculino quanto no feminino, na quadra e na praia. Assinamos um contrato de quatro anos porque acreditamos em patrocínios de médio a longo prazo para gerar bons resultados para todos. Este fim de semana tivemos a oportunidade de levar clientes para acompanhar a etapa Rio do Circuito Mundial de vôlei de praia, uma grande ferramenta de relacionamento que engrandece muito a parceria”, avaliou João Adibe.

Além do espetáculo oferecido pelos atletas internacionais, houve oportunidade para cerca de mil crianças participarem da clínica de vôlei de praia oferecida pelo programa Volleyball Your Way (Voleibol do Seu Jeito), da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), com organização da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). A atividade foi conduzida pelos instrutores do VivaVôlei, programa de iniciação ao esporte gerido pelo Vôlei Brasil com núcleos em 17 estados brasileiros.

“Contamos com crianças de colégios municipais, na clínica de vôlei realizada na quarta-feira, em parceria com o Banco do Brasil. E no sábado e domingo tivemos alunos do programa social VivaVôlei, que além de praticar, também assistiram aos jogos. Isso é ótimo, incentiva o amor pelo esporte, cria e fortalece ídolos e transmite ótimos valores”, completou Fulvio.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro