Em duelo direto, Camponesa/Minas vence o Terracap/BRB/Brasília Vôlei

força mineira

14 de fevereiro de 2017

Rosamaria no ataque contra o Terracap/BRB/Brasília Vôlei

(Divulgação/Terracap/BRB/Brasília Vôlei)

Com 26 pontos da oposta norte-americana Hooker, o Camponesa/Minas (MG) levou a melhor no duelo direto contra o Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF) pelo quarto lugar da Superliga feminina de vôlei 16/17. Nesta terça-feira (14.02), a equipe mineira venceu o time candango por 3 sets a 1 (25/15, 24/26, 25/15 e 25/13), em 1h45 de jogo, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF). A partida foi válida pela sexta rodada do returno da competição.

O resultado colocou o Camponesa/Minas em quarto lugar na classificação geral, com 33 pontos (12 vitórias e cinco derrotas). O Terracap/BRB/Brasília Vôlei caiu para o quinto lugar, com 32 pontos (11 resultados positivos e sete negativos). O Rexona-Sesc (RJ) lidera, com 50 pontos. 

A oposta norte-americana Hooker teve atuação destacada, ficou com o Troféu VivaVôlei e foi a maior pontuadora do confronto, com 26 acertos. 

O treinador Paulo Coco, do Camponesa/Minas, fez uma análise da vitória do time mineiro contra o adversário candango. 

"Viemos aqui para buscar a vitória. Este era o nosso objetivo. Perdemos um pouco o foco no segundo set, e tivemos dificuldades. Erramos e não conseguimos evitar a derrota. Depois conseguimos reverter e voltamos melhores para terceiro set. Fomos soberanos na partida e a nossa defesa esteve muito bem. Vem sendo muito importante para nós esse crescimento da equipe e, ainda, estamos em busca de um ponto ideal. Temos alguns ajustes a fazer e temos uma melhora a buscar", analisou Paulo Coco. 

O Camponesa/Minas voltará à quadra na próxima sexta-feira (17.02), às 20h, contra o Vôlei Nestlé (SP), na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). Já o Terracap/BRB/Brasília Vôlei terá como próximo confronto o Rexona-Sesc (RJ), no dia 24 de fevereiro, às 21h30, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF). 

Outros jogos 

O Vôlei Nestlé (SP) segue invicto como mandante nesta edição da Superliga. A equipe de Osasco passou pelo Fluminense (RJ) por 3 sets a 2 (25/18, 26/28, 22/25, 25/16 e 15/12), em 2h26 de jogo, no José Liberatti. A ponteira Gabi brilhou, ficou com o Troféu VivaVôlei e foi a maior pontuadora do confronto, com 21 acertos.

O Genter Vôlei Bauru (SP) conseguiu uma importante vitória fora de casa. O time bauruense superou o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) por 3 sets a 1 (25/13, 21/25, 25/19 e 25/23), em 2h03 de jogo, no Lauro Gomes, em São Caetano. A ponteira dominicana Rivera ficou com o Troféu VivaVôlei e a oposta Bruna foi a maior pontuadora, com 21 acertos. 

O Renata Valinhos/Country (SP) conseguiu a primeira vitória na Superliga feminina de vôlei 16/17. Fora de casa, o time de Valinhos superou o Pinheiros (SP) por 3 sets a 2 (25/21, 31/29, 17/25, 11/25 e 16/14), em 2h26 de jogo, no Henrique Villaboin, em São Paulo. A levantadora Mari Barreto se destacou e ficou com o Troféu VivaVôlei. Apesar da derrota, o Pinheiros teve a maior pontuadora da partida, a oposta Bárbara, com 26 pontos. 

Dois jogos da sexta rodada do returno já haviam sido realizados. O Rexona-Sesc superou o Sesi-SP por 3 sets a 0 e o Dentil/Praia Clube passou pelo Rio do Sul pelo mesmo placar. 

SEXTA RODADA DO RETURNO 

14.02 (TERÇA-FEIRA) – Vôlei Nestlé (SP) 3 x 2 Fluminense (RJ), às 19h30, no José Liberatti, em Osasco (SP) (25/18, 26/28, 22/25, 25/16 e 15/12) 
14.02 (TERÇA-FEIRA) – Pinheiros (SP) 2 x 3 Renata Valinhos/Country (SP), 19h30, no Henrique Villaboin, em São Paulo (SP) (21/25, 29/31, 25/17, 25/11 e 14/16)
14.02 (TERÇA-FEIRA) – São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) 1 x 3 Genter Vôlei Bauru (SP), às 19h30, no Lauro Gomes, em São Caetano (SP) (13/25, 25/21, 19/25 e 23/25)
14.02 (TERÇA-FEIRA) – Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF) 1 x 3 Camponesa/Minas (MG), às 20h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF) (15/25, 26/24, 15/25 e 13/25) 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro