Em busca da vaga no Mundial, seleção masculina sub-17 disputa Campeonato Sul-Americano em casa

Em Minas Gerais

22 de agosto de 2023

Delegação brasileira no Sul-Americano sub-17 em Araguari

(Divulgação/CBV)

De Araguari (MG) – 22.8.2023 

A categoria sub-17 foi criada pela Federação Internacional de Voleibol em 2022. A seleção masculina faz sua primeira temporada com desafios bem definidos: disputar o campeonato Sul-Americano e garantir uma vaga no Campeonato Mundial de 2024. A competição continental começa nesta quarta-feira em Araguari (MG), e o Brasil estreia contra a Venezuela, às 15h, no ginásio Mário Brum. Os três primeiros colocados garantem vaga no Mundial.

A preparação do time começou em maio, com laboratórios de avaliação que reuniram cerca de 40 atletas. Desde maio, foram seis blocos de treinamento no Centro de Treinamento da CBV, em Saquarema. Neste período, o time comandado pelo técnico Marcelo Zenni realizou jogos amistosos contra as equipes da Alemanha e da Argentina. 

“A Comissão Técnica está muito satisfeita com a preparação desenvolvida. A organização e a realização de competições como o Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) e o Campeonato Brasileiro Interclubes (CBI) permitiu a observação e avaliação de dezenas de atletas. Os jogos contra a Alemanha deram bagagem internacional aos atletas e nos trouxe os parâmetros dos times europeus, com bloqueio mais alto. Depois, fizemos um intercâmbio na Argentina. Foi uma experiência muito rica”, avaliou Zenni. 

O Sul-Americano em Araguari conta com cinco equipes, que jogam entre si em turno único. Além do Brasil, estão na disputa Argentina, Chile, Colômbia e Peru.  “O time está pronto para a disputa, bastante competitivo. Temos como pontos fortes o passe e a variação de saque. O elenco é bem versátil, nossos opostos têm bom passe, e os ponteiros também podem jogar na saída. É uma equipe com muito potencial”. 

A seleção masculina sub-17 disputa o Sul-Americano em Araguari com os opostos João Pedro Limeira e Théo Schrank; os levantadores Caio Horácio e Lucas Vinícius da Rocha; os centrais Eliab Correa, Emanuel Bertoncini e Victor Porto; os ponteiros Cauã Casagrande, Gilson Freitas, Lucas Righi, Miguel Senes e Nicolas Rodrigues; e os líberos Bruno Romano e Kayo Rafael Costa.  

A comissão técnica é formada pelo treinador Marcelo Zenni, o chefe de delegação Leandro Alves de Carvalho, a assistente técnica Patrícia Cremasco, o assistente técnico Hugo Vieira, o preparador físico Filipe Costa, o analista de desempenho Gustavo Primo e o fisioterapeuta Alexandre Gil.  

TABELA 

23.8 (QUARTA-FEIRA) Brasil x Peru – às 15h
24.8 (QUINTA-FEIRA) Brasil x Chile – às 19h
25.8 (SÁBADO) Brasil x Colômbia – às 14h
26.8 (DOMINGO) Brasil x Argentina – às 16h 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro