Definidas as oito duplas vencedoras do classificatório feminino em Natal (RN)

abertura do torneio

18 de outubro de 2017

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 18.10.2017

A etapa de Natal (RN) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 2017/2018 começou nesta quarta-feira (18.10), com a disputa do classificatório feminino. Foram realizados 15 jogos com 23 equipes brigando pelas últimas vagas na arena montada na Praia do Forte. Os oito melhores avançaram à fase de grupos, que começa nesta quinta-feira (19.10).

Destaque para a classificação da dupla mais bem ranqueada no classificatório. Érica Freitas e Rafaela (PA) confirmaram o favoritismo e venceram as baianas Milena e Maianá por 2 sets a 0 (21/13, 21/14), em 36 minutos de duração, ganhando um lugar na fase de grupos. Rafaela analisou a vitória e as características da etapa em Natal.

“Os jogos em Natal são mais imprevisíveis, existe o fator vento, que é muito forte aqui. Todos precisam se adaptar com essa característica, mas fomos felizes. Viemos focadas por essa vaga. Amanhã é um outro torneio, começa tudo do zero e vamos buscar uma boa colocação. Estamos no segundo torneio juntas, mas já atuamos em outras temporadas, então já temos um certo entrosamento, algo que ajuda”, declarou Rafaela.

As outras sete duplas que garantiram classificação são Índia/Solange (PA/DF), Amanda/Mayana (RJ/TO), Alba/Aline (BA), Aline/Thais (SC/RJ), Pity/Fabrine (BA), Flávia Moura/Bárbara (RJ) e Fabiola/Lígia (DF/RJ). A catarinense Aline Lebioda também comentou a vitória na fase classificatória. O time formado com Thais era cabeça de chave 3 e eliminou Pauline/Diana (RJ) com vitória por 2 sets a 0.

“Os jogos do classificatório são sempre particulares, pois é a pressão de vencer ou dar adeus ao torneio. E foi uma pressão maior ainda, pois atuei contra uma grande amiga, que é a Diana. Não imaginávamos nos enfrentar e esse dia chegou. Mas entramos muito concentradas, por conta da dificuldade, do vento, e por ser um jogo eliminatório. Estamos crescendo e queremos evoluir ainda mais para entrar direto, sem o classificatório”, disse Aline.

Os oito times que conquistaram a vaga pelo classificatório se juntam aos 16 times que já estavam garantidos no torneio pelo ranking de entradas, formando seis grupos.

As 16 duplas femininas classificadas pelo ranking são Larissa/Talita (PA/AL), Ágatha/Duda (PR/SE), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Elize Maia/Taiana (ES/CE), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Josi/Lili (SC/ES), Juliana/Carol Horta (CE), Val/Ângela (DF/RJ), Victoria/Tainá (MS/SE), Naiana/Rachel (CE/RJ), Vitoria/Juliana Simões (RJ/PR), Andrezza/Andressa (AM/PB), Izabel/Renata (PA/RJ), Sandressa/Neide (AL) e Luiza Amélia/Semírames (CE/SP).

As 24 duplas disputam a fase de grupos em seis grupos de quatro times. Os primeiros e segundos colocados de cada chave, além dos quatro melhores terceiros colocados vão para as oitavas de final. Desta etapa em diante o torneio segue em formato eliminatório direto até a decisão. A final feminina acontece na noite de sábado (21.10), enquanto a disputa do ouro no torneio masculino fica para a manhã de domingo (22.10).

O Circuito Brasileiro 2017/2018 é composto por sete etapas, três delas que ocorrem até o final deste ano, enquanto outras quatro serão realizadas em 2018, com cidades e datas a definir. Além de Campo Grande e Natal (RN), o tour passará por Itapema (SC), de 15 a 19 de novembro.

A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são quase R$ 500 mil por etapa. A novidade nesta temporada fica por conta da volta do classificatório e do aumento de duplas, passando de 16 para 24 times na fase de grupos da competição.

NATAL (RN) PELA 10ª VEZ
O Circuito Brasileiro Open desembarca na capital potiguar pela 10ª vez, tendo sido realizado pela primeira vez em 1991. Além das nove paradas do torneio nacional, outras quatro etapas do Circuito Challenger também foram disputadas em Natal (RN). O ex-jogador baiano Paulo Emílio é o maior vencedor na cidade, com três títulos. Entre as mulheres, a medalhista olímpica Shelda possui quatro conquistas e é a maior vencedora.

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO DIA
http://www.aplicativoscbv.com.br/circuitobb/tabopen/tabelatodas.asp?site=27&sexo=F

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileir