CBV recebe citação referente ao caso Funvic

Nota de Esclarecimento

15 de setembro de 2021

CBV esclarece sobre o caso Funvic

(Divulgação)

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) recebeu nesta quarta-feira (15.09) a intimação sobre a decisão liminar que garantiu a manutenção da participação da equipe Funvic na Superliga Masculina 2021/2022.

A CBV sempre buscou solucionar a questão de forma amigável e jamais abriu mão de contar com a participação do bicampeão da Superliga na competição. Apenas, como entidade organizadora, zelou pelo respeito e cumprimento do regulamento.

Segundo consta no item 7 do Anexo VI do regulamento vigente, caso uma equipe deseje alterar sua sede, está previsto que deve arcar com o pagamento das taxas à CBV, Federação a que estava vinculada e à Federação da nova sede. Apesar da clara disposição do regulamento e dos esclarecimentos feitos pela CBV, a equipe Funvic eximiu-se de efetuar o montante de forma direta à CBV, e às Federações, para realizar a troca de sede de Taubaté (SP) para Natal (RN).

Em razão disto, a equipe Funvic entrou com ação pedindo tutela antecipada para garantir a participação na Superliga Masculina 2021/2022. A liminar foi deferida, com a condição de a Funvic fazer o depósito judicial do valor da taxa devida à CBV. Com a decisão judicial, a CBV deve confirmar a participação da equipe em prazo máximo de 48 horas.

A CBV é entidade que preza pelo respeito ao Poder Judiciário e às suas decisões e cumprirá aquilo que foi determinado, mas ressalta que apresentará sua defesa na ação, reforçando a legalidade do regulamento, o qual deve ser cumprido, integralmente, por todos os envolvidos na competição.