Brasil sofre revés, mas segue com chance de classificação

Mundial sub-18

21 de agosto de 2017

Brasil está em terceiro no grupo B

(GettyImage/FIVB)

Em Santa Fé, na Argentina, a seleção brasileira sub-18 de vôlei entrou em ação pela quarta rodada da primeira fase do Campeonato Mundial da categoria. Em partida acirrada, as meninas do Brasil acabaram superadas pela equipe dos Estados Unidos por 3 sets a 2 (24/26, 25/19, 25/8, 19/25 e 11/15), em 1h59 de partida. Apesar do revés, o ponto conquistado deixou o time verde e amarelo em terceiro lugar do grupo B.

No duelo contra as rivais norte-americanas, o selecionado brasileiro teve bom desempenho no bloqueio (19 pontos) e no saque (13 pontos), mas a virada de bola adversária ainda conseguiu ser bastante eficiente (52 pontos contra 43 das brasileiras). A ponteira Taylor Landfair, com 22 acertos foi a maior pontuadora, enquanto a ponteira Julia Bergmann e a oposta Tainara foram os destaques do Brasil com 18 pontos cada.

“Acho que acabamos diminuindo o ritmo. Deveríamos ter mantido a consistência até o final, especialmente depois de virarmos o jogo ao vencer o segundo e o terceiro set. Deixamos as adversárias subirem de produção, mas agora temos que focar no próximo jogo”, disse Tainara.

O próximo compromisso da seleção brasileira sub-18 de vôlei será nesta terça-feira (22.08) contra a Rússia, às 12h.

A fórmula do Mundial sub-18 na Argentina, coloca os 20 times participantes em quatro grupos de cinco seleções cada. Na primeira fase dos times do mesmo grupo jogam entre si e os quatro melhores avançam para a etapa eliminatória que começa nas oitavas de final. A decisão está marcada para o dia 27 de agosto. Na história da competição a equipe brasileira já conquistou nove medalhas (três de ouro, quatro de prata e duas de bronze).

TABELA

18.08 (SEXTA-FEIRA) BRASIL 0x3 Bielorrússia (18/25, 24/26 e 14/25)

20.08 (DOMINGO) BRASIL 3×0 México (25/17, 25/16 e 25/19)

21.08 (SEGUNDA-FEIRA) BRASIL 2×3 EUA (24/26, 25/19, 25/8, 19/25 e 11/15)

22.08 (TERÇA-FEIRA) BRASIL x Rússia, às 12h (horário de Brasília)

 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro