Brasil segura pressão da torcida e vence anfitriã França no encerramento da segunda etapa da Liga das Nações masculina

Contra o ginásio lotado

25 de junho de 2023

Alan marcou 24 pontos na vitória brasileira sobre a França

(Volleyball World)

Entrevistas em vídeo de Renan Dal Zotto, Bruninho e Alan

A seleção masculina suportou a pressão da torcida local e venceu a França neste domingo (25.06). Com um ginásio ingressos esgotados na cidade francesa de Orléans, o time de Renan Dal Zotto ganhou por 3 sets a 1 (25/20, 26/24, 19/25 e 25/23) no encerramento da segunda etapa da Liga das Nações 2023, chegando a seis vitórias na competição. O maior pontuador da partida foi o oposto Alan, com 24 pontos.

O time verde-amarelo volta a jogar no dia 4 de julho, quando enfrenta a Itália na abertura da terceira etapa, em Pasay City, nas Filipinas. O confronto será às 4h (de Brasília), com transmissão do sportv 2.

O Brasil entrou em quadra com Bruninho, Alan, Lucarelli, Adriano, Lucão, Otávio e o líbero Maique. Entraram Honorato, Fernando Cachopa, Felipe Roque, Flavio

Renan Dal Zotto, técnico do Brasil: “Hoje, mais do que nunca, o Brasil jogou ponto a ponto com uma personalidade muito grande, porque não é fácil jogar aqui, com todo esse público contra. Os jogadores entraram com muito foco e querendo demais esse resultado. E mais uma vez a força do time fez a diferença”.

Bruninho, levantador e capitão do time, marcou um ponto de bloqueio: “A partida foi muito importante para esse grupo. Importante passar por momentos como esse de pressão contra uma grande equipe. O time, mesmo em dificuldade no terceiro set, voltou para o quarto set com a cabeça no lugar, conseguiu virar no final e suportar a pressão deles. É até importante emocionalmente para a equipe, que fez dois ótimos sets no primeiro e no segundo set. O saldo dessa etapa é muito bom”.

Alan, oposto, marcou 24 pontos (23 de ataque e um de bloqueio): “Jogar com a torcida adversária é sempre bom para a gente também, sinto que nosso time fica com uma energia diferente. Ganhar da França em casa é muito bom. A gente conseguiu fazer um jogo estável, no terceiro set deu mole no início, mas depois no quarto set voltou com a cabeça boa, não se desconcentrou, e a equipe está de parabéns. Agora é descansar que a próxima etapa vem logo”.

LIGA DAS NAÇÕES

1ª SEMANA – OTTAWA (CAN)

07/6 – Brasil 3 x 1 Alemanha (26/24, 25/16, 19/25 e 25/15)
08/6 – Brasil 3 x 2 Argentina (19/25, 25/19, 23/25, 25/23 e 15/13)
10/6 – Brasil 2 x 3 Cuba (16/25, 25/22, 29/27, 22/25 e 18/20)
11/6 – Brasil 3 x 1 Estados Unidos (25/19, 21/25, 25/15 e 25/21)

2ª SEMANA – ORLÉANS (FRA)

20/6 – Brasil 3 x 0 Bulgária (25/22, 25/17 e 25/15)
22/6 – Brasil 2 x 3 Japão (23/25, 21/25, 25/18, 25/22 e 16/18)
24/6 – Brasil 3 x 1 Eslovênia (23/25, 25/21, 26/24 e 25/21)
25/6 – Brasil 3 x 1 França (25/20, 26/24, 19/25 e 25/23)

3ª SEMANA – PASAY CITY (FIL)

04/7 – Brasil x Itália, às 4h (horário de Brasília) – sportv 2 
06/7 – Brasil x Holanda, às 0h (horário de Brasília) – sportv 2 
07/7 – Brasil x Polônia, às 0h (horário de Brasília) – sportv 2 
08/7 – Brasil x China, às 0h (horário de Brasília) – sportv 2 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro