Brasil Kirin vence Funvic/Taubaté e está na final pela primeira vez

Final inédita

5 de abril de 2016

O Brasil Kirin (SP) é o segundo finalista da Superliga masculina de vôlei 2015/2016. Depois de perder o primeiro jogo fora de casa, a equipe campineira venceu diante de seus torcedores e, na noite desta terça-feira (05.04), bateu novamente o Funvic/Taubaté (SP), mais uma vez no ginásio do adversário. O time dirigido pelo técnico Alexandre Stanzioni fez 3 sets a 2 (23/25, 25/19, 22/25, 25/20 e 15/13), em 2h50 de jogo.

Garantido na final, o Brasil Kirin enfrentará o Sada Cruzeiro (MG) na grande decisão que acontecerá no próximo domingo (10.04), às 9h40, no ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A equipe mineira assegurou a vaga ao vencer o Sesi-SP por 2 jogos a 0 na série semifinal melhor de três.

Nesta noite, a equipe de Campinas contou com atuação destacada do central Maurício, eleito o melhor da partida através de votação popular realizada no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Outro destaque ficou por conta do ponteiro Piá que, mesmo com um estiramento na coxa, esteve em quadra por alguns momentos para ajudar seu time.

“É difícil falar em um momento como esse, mas o nosso grupo é muito unido. Hoje eu não poderia deixar de dar o meu máximo. Consegui jogar, mesmo com a lesão muscular que eu estou na coxa. Esse grupo merece estar na final por tudo que mostrou o ano inteiro. Fez uma baita Superliga e esteve o tempo inteiro unido, disse Piá.

O capitão Wallace, outro líder do time campineiro, elogiou o nível da partida desta noite e destacou o valor de sua participação da final da Superliga 15/16.

“Foi um jogo digno de uma semifinal. Nosso time acreditou todo o tempo, mesmo nas adversidades. Para mim, particularmente, é fantástico. Dois anos que eu venho sofrendo com lesões, talvez desacreditado, e hoje poder estar na final é algo maravilhoso. Sou muito grato ao projeto, que acreditou em mim, me ajudou a recuperar, minha família, muitos amigos, que estavam torcendo para que isso acontecesse hoje e posso dizer que estamos na final por mérito nosso”, concluiu Wallace.

Apesar do resultado negativo do seu time, o ponteiro do Funvic/Taubaté, Lucarelli, foi o maior pontuador da partida, com 20 acertos.

O JOGO

O central Deivid abriu o placar do jogo a favor do Funvic/Taubaté. Demonstrando atitude, o time da casa ainda fez o segundo ponto com ace de Lucarelli. No bloqueio de Otávio, o placar foi a 6/2. Com Lucas Lóh, o Brasil Kirin reduziu a desvantagem para 7/5. Contando com erros do adversário, o time visitante encostou no placar (8/7). O set ganhou equilíbrio. Na bola de segunda de Raphael, o Funvic/Taubaté fez 15/14. O time da casa, então, abriu três em 18/15 e Stanzioni pediu tempo. O Brasil Kirin reagiu e, no bloqueio de Luizinho, encostou em 18/17. Foi a vez de Cezar Douglas parar o jogo. No erro do adversário, o Taubaté voltou a abrir: 21/18. No ace de Lipe, a equipe da casa chegou a 23/20 e, quando fez 24/22, Vini entrou no saque. O central levou o Brasil Kirin a 24/23. Mas, na sequência, o Funvic/Taubaté fechou em 25/23.

O segundo set começou com ponto do central Luizinho para o Brasil Kirin. Com dois bloqueios seguidos, o time visitante ainda chegou a 5/2, forçando o técnico Cezar Douglas a pedir tempo. Contando com erros do adversário, o Brasil Kirin abriu boa vantagem em 7/2. A equipe de Campinas ainda fez 9/3. O Funvic/Taubaté buscou o placar e, com Lucarelli, reduziu a desvantagem para 10/6. Com Lucas Lóh na bola meio fundo, o Brasil Kirin voltou a abrir cinco pontos (12/7). Com ponto de bloqueio de Maurício, os visitantes fizeram 14/9. Em boa passagem de Luizinho pelo saque, e contando com erros do time da casa, o Brasil Kirin fez 16/9. A vantagem seguiu grande para o time de Campinas: 20/13. O Brasil Kirin chegou a 22/16. No final, melhor para o time campineiro, que fechou em 25/19.

O terceiro set começou com equilíbrio. No bloqueio de Deivid, o Funvic/Taubaté chegou ao ponto de empate: 3/3. Com dois pontos de bloqueio seguidos, o time da casa fez 7/4. No ace de Lipe, 9/5 para o time do Vale do Paraíba. A vantagem seguiu em 12/8. O Brasil Kirin reagiu e encostou no marcador em 13/12. O set ficou igual em 17/17. No ace de Lucarelli, o Funvic/Taubaté colocou dois de vantagem em 19/17. Com Ygor, o Brasil Kirin encostou no placar em 20/19. Com Otávio, o time da casa chegou a 23/21. No final, com Lucarelli, o Funvic/Taubaté fechou por 25/22 e abriu 2 a 1 na partida decisiva.

Com o set empatado em 2/2, Lipe explorou o bloqueio adversário e colocou o Funvic/Taubaté a frente. Wallace respondeu e deixou o jogo igual novamente: 3/3. Em grande ataque do central Ialisson, depois de rápido levantamento de Raphael, o time da casa fez 7/6. O equilíbrio permaneceu, com apenas dois de vantagem para o Funvic/Taubaté (13/11). O Brasil Kirin, então, assumiu o comando do marcador em 15/14. O time visitante ainda abriu dois (19/17) e Cezar Douglas pediu tempo. Em bom saque de Wallace, o Brasil Kirin fez 21/18. Contando com erros do Taubaté, o time de Campinas fez 24/19. E, com o central Vini, o Brasil Kirin fez 25/20.

O Brasil Kirin abriu o placar do set decisivo com o central Maurício. O set esteve igual em 3/3 e se manteve bastante disputado, com o novo empate em 6/6. Na virada de quadra, o time da casa colocou um de vantagem com o oposto Sanchez: 8/7. A parcial manteve o equilíbrio em 9/9. Com Wallace, o Brasil Kirin fez 10/9. Com Lucarelli, o Taubaté chegou a 12/12. No final, com cartão vermelho para o Funvic/Taubaté, o Brasil Kirin fechou em 15/13.

EQUIPES

FUNVIC/TAUBATÉ – Raphael, Sanchez, Otávio, Deivid, Lucarelli e Lipe. Líbero – Felipe
Entraram – Diego, Japa, Ialisson
Técnico: Cezar Douglas, Léozão, Pedro

BRASIL KIRIN – Gonzalez, Wallace, Maurício, Luizinho, Olteanu e Lucas Lóh. Líbero – Tiago Brendle
Entraram – Piá, Ygor, Vini, Michael, Baiano
Técnico: Alexandre Stanzioni

GALERIA DE FOTOS

http://superliga.cbv.com.br/imprensa-superliga/galeria-de-fotos/item/4029-taubate-sp-05-04-16-funvic-taubate-x-brasil-kirin

SUPERLIGA MASCULINA 15/16

Semifinal

05.04 (TERÇA-FEIRA) – Funvic/Taubaté (SP) 2 x 3 Brasil Kirin (SP), às 19h, no ginásio Abaeté, em Taubaté (SP) (25/23, 19/25, 25/22, 20/25 e 13/15)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro