Brasil estreia nesta quarta-feira contra o México

Está chegando a hora!

30 de julho de 2019

Seleção brasileira estreia nesta quarta-feira

(Divulgação/CBV)

O Brasil entra em quadra nesta quarta-feira (31.07) para o primeiro duelo válido pelos Jogos Pan-Americanos de Lima. A seleção que tem o comando do técnico Marcelo Fronckowiak é formada por jovens e talentosos atletas que se uniram a nomes experientes e que, juntos, terão como primeiro desafio vencer o México na partida que está marcada para às 22h30 (Horário de Brasília). A partida terá transmissão ao vivo do SporTV 2.

Para entrar de vez no clima do campeonato, a seleção brasileira fez um treino especial na noite de ontem (29.07), quando enfrentou a Argentina, comandada neste Pan pelo técnico Horacio Dileo, do Vôlei Renata (SP). O trabalho, segundo Marcelo Fronckowiak, foi extremamente positivo.

“Essa atividade de ontem, um treino dirigido contra a Argentina, foi bem legal para entrarmos no clima. Tivemos momentos bem bacanas, outros que mostraram onde precisamos melhorar, mas para gerenciar a ansiedade da estreia e de ter um primeiro contato aqui contra um adversário, contra uma boa equipe, foi bem importante”, disse o treinador brasileiro.

Fronckowiak também falou sobre os últimos ajustes que serão feitos nesta terça-feira (30.07). “Ainda estamos na busca por alguns acertos. Não conhecemos o ginásio de jogo, por exemplo, vamos conhecer hoje, e isso vai ser importante. Estamos realmente entrando na competição, fomos muito bem recebidos pelo COB, e todos estão se comportando muito bem”, garantiu o técnico.

Assistente técnico de Renan na seleção chamada principal, Marcelo Fronckowiak acumula uma ampla experiência internacional com o grupo brasileiro e como treinador de clubes no exterior – atualmente trabalha no voleibol polonês. Estar nos Jogos Pan-Americanos, no entanto, é especial.

“Essa é uma rotina completamente diferente da que temos em outras competições, onde estamos em um hotel, uma estrutura bem tranquila. Aqui convivemos com um exército de atletas das mas diversas modalidades. É tudo muito interessante e é importante que estamos pegando essas referências”, disse Froncowiak.

O Brasil conta com os levantadores Thiaguinho e Carísio; os opostos Aboubacar e Felipe Roque; os centrais Éder, Cledenilson e Matheus; os ponteiros Lucas Lóh, Kadu, Honorato e Rodriguinho, e o líbero Rogerinho.

A seleção tem jovens atletas como Carísio, Honorato, Aboubacar, Rogerinho, Cledenilson, todos consideradas apostas para o cenário, e nomes com experência como o campeão olímpico Éder, e jogadores com importantes passagens pela seleção principal como Lucas Lóh, Kadu e Rodriguinho.

Capitão do Brasil neste Pan, o central Éder analisou o que espera encontrar de maior dificuldade nesta competição.

“O nosso time está ansioso e empolgado para essa estreia. Todos chegaram em um nível muito bom, tanto físico, quanto técnico, e já temos uma noção dos times que vamos enfrentar. Sabemos que os principais adversários são Cuba, que tem um time muito forte fisicamente e é um dos favoritos, juntamente com a Argentina, que tem uma mescla de jogadores mais experientes, que jogaram a VNL, com outros mais jovens. O time dos Estados Unidos vai brigar também”, destacou Éder.

O experiente central ainda falou sobre o primeiro adversário, lembrando que conhece o grupo depois de enfrentá-lo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, há três anos, quando o Brasil foi campeão.

“Nossa estreia vai ser contra o México, que tem a base do grupo que enfrentei na Olimpíada. É um time experiente, que sabe jogar e temos que tomar muito cuidado para não cair em nenhuma armadilha logo no primeiro jogo. Temos que entrar bem fortes para conseguir essa vitória que vai ser muito importante para começar bem o Pan e seguir em frente rumo a classificação para a semifinal”, concluiu Éder.

JOGOS PAN-AMERICANOS

31.07 (QUARTA-FEIRA) – Brasil x México, às 22h30 (Horário de Brasília)

01.08 (QUINTA-FEIRA) – Brasil x Chile, às 22h30 (Horário de Brasília)

02.08 (SEXTA-FEIRA) – Brasil x Estados Unidos, às 22h30 (Horário de Brasília)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro