Brasil avança com três duplas às quartas de final da etapa de Tóquio no masculino

em tóquio

26 de julho de 2019

André e George comemoram vitória em evento teste em Tóquio

(Getty Image/FIVB)

Brasil avançou com três duplas às quartas de final da etapa quatro estrelas de Tóquio (Japão), pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2019. Alison/Álvaro Filho (ES/PB), André/George (ES/PB) e Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) venceram seus duelos na madrugada desta sexta-feira (26.07) no horário brasileiro, tarde de sexta no Japão. O torneio é um evento-teste para os Jogos de 2020 e conta pontos na corrida olímpica brasileira.

Nas quartas de final, dois times brasileiros já terão um cruzamento, garantindo presença do país na semifinal. Alison/Álvaro Filho encara Evandro/Bruno Schmidt às 23h30 (de Brasília) desta sexta-feira. Será o primeiro confronto dos dois times. Na outra partida, André Stein e George encaram os alemães Ehlers/Fluggen no mesmo horário. Os times já se enfrentaram três vezes e a dupla brasileira saiu vitoriosa em todas as oportunidades.

André Stein e George se recuperaram de um tropeço no começo do dia, ainda pela fase de grupos, com revés para os poloneses Losiak e Kantor: 2 sets a 1 (21/14, 19/21, 15/13). Eles avançaram às oitavas em segundo lugar da chave, mas horas depois, pelas oitavas de final, conseguiram se recuperar e avançaram superando os compatriotas Guto e Saymon (RJ/MS) por 2 sets a 0 (21/16, 21/19), seguindo para as quartas de final. George analisou a vitória.

“Brasil contra Brasil sempre é um jogo difícil. Felizmente nosso time encaixou bem hoje e conseguimos sair com a vitória. Vamos enfrentar novamente o time da Alemanha, acho que é a quarta vez que jogamos contra eles neste ano. É sempre um jogo difícil, sempre com muitas mudanças de estratégia devido ao número grande de duelos. Mas vamos dar o máximo para buscar essa vaga na semifinal”, disse o defensor paraibano.

Alison e Álvaro Filho também começaram o dia com revés ainda pela fase de grupos, sendo superados pelos catarianos Samba e Tijan por 2 sets a 0 (21/19, 21/15), mas avançaram em segundo no grupo E. Nas oitavas de final, se recuperaram e venceram os poloneses Bryl/Fijalek, cabeça de chave quatro, por 2 sets a 0 (21/17, 21/17).

Evandro e Bruno Schmidt mantiveram a invencibilidade em Tóquio superando os norte-americanos Crabb/Gibb pela última partida da fase de grupos. Vitória por 2 sets a 1 (13/21, 21/13, 15/12) e primeiro lugar da chave B. Nas oitavas de final, venceram os catarianos Samba/Tijan por 2 sets a 0 (21/19, 21/19).

O evento-teste é uma etapa nível quatro estrelas do Circuito Mundial, ou seja, conta pontos para a corrida olímpica brasileira, que define os representantes do país na próxima edição dos Jogos. O torneio em Tóquio distribui 300 mil dólares aos competidores.

O torneio em Tóquio tem formato particular por ser um evento-teste aos Jogos de 2020. Em uma etapa quatro estrelas usual, a fase de grupos é composta por 32 times divididos em oito grupos. Já na competição desta semana, apenas 24 duplas em cada gênero participam, divididas em seis chaves, como ocorre no evento olímpico. Além disso, em uma etapa normal, são dois jogos na primeira fase, contra três partidas no evento-teste.

Tóquio recebe uma etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia pelo segundo ano seguido. Em 2018, porém, a competição era classificada como três estrelas pela FIVB. A classificação das etapas acontece de acordo com a quantidade de pontos oferecidos, o valor da premiação e o tamanho da arena. Os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt, e as alemãs Teresa Mersmann e Cinja Tillmann foram os vencedores em 2018.

VEJA OS RESULTADOS DO DIA
http://worldtour.2019.fivb.com/en/723/schedule

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA
http://worldtour.2019.fivb.com/en/mtok2019/men/photos/maindraw

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro